Quem são os viciados em Facebook?

Recente estudo desenvolvido pela Universidade de Bergen, na Noruega, desenvolveu uma nova escala para medir o vício a rede social Facebook, denominada “Bergen Facebook Addiction Scale”.
O estudo que desenvolveu a escala supracitada descobriu também aspectos comuns entre os sintomas do vício ao Facebook e o uso de drogas e álcool; A escala consiste de seis critérios básicos, onde o escore de todos os itens da mesma são analisados pela escala Likert.

A pesquisa demonstra que obter o escore “frequentemente” ou “sempre” em pelo menos quatro dos seis itens da escala sugere o vício a rede; Os pesquisadores acreditam que a escala pode facilitar a pesquisa de tratamentos e a avaliação clínica, assim como pode ser usada para estimar a prevalência do vício ao Facebook ao redor do mundo.

Cecilie Schou Andreassen, autora da pesquisa, aponta que a dependência ao Facebook ocorre regularmente entre os usuários mais jovens; “Nós também descobrimos que pessoas que são ansiosas e socialmente inseguras usam mais o Facebook do que outras que não possuem tais características, provavelmente porque os indivíduos ansiosos acham mais fácil se comunicar via mídia social do que pessoalmente”, aponta Andreassen.

A autora conclui também que indivíduos organizados e mais ambiciosas tendem a sofrer menos riscos a desenvolverem o risco pelo Facebook, já que os mesmos usam tal mídia social frequentemente como auxílio a sua profissão.
O estudo aponta que mulheres possuem mais riscos do que homens, provavelmente devido à natureza social do Facebook.

Fonte: Universidade de Bergen

Comments are closed.


loading...