Implantação de um sistema de economia de fichas em uma escola da rede municipal de ensino como alternativa para a aplicação do comportamento coercitivo – Thiago de Almeida; Kelly Blanes dos Santos; Márcia Maria Betioli Gerbasi; Maria Luiza Lourenço

A Análise do Comportamento é a ciência que se embasa nos pressupostos filosóficos do Behaviorismo Radical de Skinner e nos conhecimentos advindos da Análise Aplicada do Comportamento. Destes conceitos se desenvolveu a técnica de economia de fichas, que consiste em um sistema de reforçamento no qual se administram fichas como reforço imediato, que são respaldadas posteriormente permitindo que se troque por reforços mais valiosos. O método de economia de fichas possibilita a formação de cadeias comportamentais e tem como um de seus objetivos, instalar e manter comportamentos desejáveis, além de poder modificar e até mesmo reduzir a emissão de muitas classes de comportamentos inadequados. Este método geralmente é implantado por meio de reforçamento positivo e pode ser aplicado em grande escala.

O sistema de economia de fichas foi desenvolvido para suprir uma necessidade encontrada pelos analistas do comportamento em utilizarem os princípios operantes em grande escala, além de poder alterar muitas classes de comportamentos através de um único reforçador condicionado e como alternativa ao controle aversivo caracteriza-se pelo uso de reforçamento negativo ou de punição. Atualmente, o controle aversivo, difundiu-se amplamente no ambiente escolar na tentativa do controle do comportamento desadaptativo e ganhou características mais sutis, apesar de não utilizar o castigo corporal, como nos primórdios da educação. Dessa maneira, o professor desinformado em relação ao efeito temporário do controle aversivo e supondo que seu efeito seja apenas a eliminação do comportamento punido, acaba por contribuir para o fortalecimento do comportamento inadequado. O sistema de economia de fichas foi planejado e aplicado em uma escola pública de médio porte, localizada em uma cidade do interior do estado de São Paulo. Participaram alunos das quatro salas de 5° série sendo 40 alunos por sala totalizando 160 estudantes. O que se observou é o aumento significativo de todas essas classes comportamentais referentes à: (1) os comportamentos relacionados à participação pedagógica (fazer a lição de casa, participar das atividades em sala de aula, conservar o material e obter melhora nas notas); (2) o segundo grupo englobaram comportamentos tais como manter a higiene pessoal e contribuir para a limpeza da sala de aula; (3) O terceiro grupo de comportamentos corresponde à questão do relacionamento interpessoal no qual estão incluídos o respeito aos colegas, professores e funcionários, agredir qualquer outra pessoa com palavras ofensivas e alterar o tom de voz, proferir palavras de baixo calão; (4) o grupo de comportamentos que verificam a frequência escolar.

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.
Comments are closed.


loading...