Déficit de sono pode levar ao desenvolvimento de altos níveis de ansiedade

Recente pesquisa aponta que a falta de sono pode elevar exacerbadamente o nível de expectativa em relação a eventos emocionais, nível este relacionado à ansiedade extrema. 
Os pesquisadores apontam que dois fatores comuns relacionados a distúrbios de ansiedade são a falta de sono e o aumento de reações emocionais; O estudo pontua que tais aspectos não são independentes, mas sim que interagem entre si.

Foram estudados na pesquisa ressonâncias magnéticas de 18 adultos em duas sessões, uma após uma noite de sono normal e outra após estarem privados de dormir; Durante as duas sessões os participantes foram expostos a tarefas emocionais, que envolviam a antecipação de possíveis experiências negativas (como uma imagem desconfortante) ou de experiências benignas (como uma imagem neutra).

As ressonâncias demonstraram que quando privados do sono, os participantes aumentaram significativamente a atividade cerebral relacionada à expectativa em determinadas áreas e centros neurais, sendo que em algumas áreas a reação antecipatória fora aumentada em mais de 60%; Em adição a isso, os pesquisadores perceberam que o impacto da privação do sono estava relacionada ao quão ansiosos eram os sujeitos.

Os indivíduos mais ansiosos demonstraram vulnerabilidade no que tange ao agravamento dos efeitos da privação do sono, sendo que os resultados apontaram que a ansiedade pode aumentar significativamente as disfunções emocionais e os riscos associados ao déficit de sono.

O estudo conclui também que uma noite de sono mal dormida pode alterar significativamente o funcionamento de processos cerebrais, especialmente entre indivíduos ansiosos.

Fonte: PsychCentral

Comments are closed.


loading...