Audiência pública discute redução da jornada de trabalho para a Psicologia e Projeto de Lei agora seguirá para aprovação

Audiência pública realizada pela Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados no último dia 3 discutiu o Projeto de Lei nº 3.338/2008, que propõe a redução da jornada de trabalho para profissionais da Psicologia para 30 horas.

No debate, proposto pelo deputado relator do PL Eleuses Paiva (PSD/SP), a autarquia foi representada pelo Conselheiro do CFP Aluízio Lopes de Brito, que por sua vez aponta a redução da jornada de trabalho como medida necessária para a melhora da qualidade do trabalho.

Rogério Giannini, presidente do Sindicato dos Psicólogos de São Paulo, diz que um dos pontos importantes acerca da redução da jornada de trabalho é que o mesmo psicólogo que chega ao trabalho seja o mesmo do final de sua jornada de trabalho (diária ou semanal).

O senador Eduardo Suplicy (PT/SP), os deputados João Ananias (PCdoB/CE) e Chico D’Angelo (PT/RJ) e a deputada Érika Kokay (PT/DF) manifestaram, durante a audiência, apoio à redução da jornada de trabalho.
Além dos indivíduos citados acima, participou da audiência também Eduardo Perillo, representante da Federação dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios de São Paulo.

Aprovado na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei deve tramitar nas Comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; Finanças e Tributação e Constituição e Justiça e de Cidadania, sendo que o material está sujeito à apreciação conclusiva pelas Comissões e, após ser aprovado por todas, seguirá a sanção da presidenta Dilma Rousseff.

Fonte: Conselho Federal de Psicologia

Comments are closed.


loading...