Anormalidades cerebrais em esquizofrênicos são causadas pela própria doença e não por fatores genéticos, aponta pesquisa

As diferenças cerebrais encontradas em indivíduos acometidos de esquizofrenia são resultados diretos da própria doença ou de seu tratamento – e não por fatores genéticos – de acordo com nova pesquisa.
A esquizofrenia é um transtorno mental que afeta a cognição e geralmente contribui para problemas comportamentais e emocionais crônicos; Com o colapso dos processos de pensamento, o transtorno é também caracterizado por respostas emocionais pobres, paranoia, alucinações auditivas e delírios. Os indivíduos acometidos de esquizofrenia também estão propensos a desenvolver condições adicionais, incluindo depressão severa e ansiedade.

Na pesquisa foram analisadas ressonâncias magnéticas do cérebro de 155 pacientes esquizofrênicos, 186 irmãos não psicóticos e 122 indivíduos saudáveis (incluindo 25 irmãos gêmeos); Os pesquisadores usaram as imagens para medir a espessura, volume cortical e mapear a anatomia do cérebro, a fim de avaliar as diferenças entre os grupos.

Comparados ao grupo controle saudável, os participantes com esquizofrenia apresentaram reduções drásticas no cérebro como um todo, no volume da massa cinzenta e branca, e aumentos significativos no volume do terceiro ventrículo e nos ventrículos laterais, levando-se em conta a idade, gênero, volume intracranial e mão preferencial (destro ou canhoto).
 
Entretanto, com a análise dos resultados, não foram encontradas diferenças significativas no volume cerebral entre irmãos não afetados e indivíduos saudáveis; Os pacientes esquizofrênicos também demonstraram afinamento cortical comparado ao grupo saudável e diminuição da densidade de massa cinzenta e, novamente, tal diferença não fora encontrada entre os irmãos não afetados e os indivíduos saudáveis.

Segundo os pesquisadores, o estudo não encontrou anormalidades estruturais nos cérebros de irmãos não-psicóticos de pacientes esquizofrênicos quando comparados a indivíduos do grupo saudável, através da análise de métodos de imagens múltiplas; Tal fato sugere que as anormalidades cerebrais de estrutura encontradas nos pacientes estão  relacionadas a própria doença.

Fonte:  University Medical Center Utrecht

Comments are closed.


loading...