Quanto mais precoce o uso do álcool maior a chance de abuso alcoólico na idade adulta, aponta estudo

Estudo da Universidade de Yale revela que quanto mais cedo o indivíduo tiver sua primeira experiência com substâncias alcoólicas, maiores as chances de abuso desse tipo de substâncias na fase adulta.
Durante um período de mais de 4 anos, os pesquisadores examinaram 1160 estudantes que estavam em ingresso à faculdades, sendo que aos estudantes foram feitas questões acerca de quando fora sua primeira experiência alcoólica, com que frequência os mesmos bebiam em excesso e problemas relacionados ao álcool enfrentados por eles.

As descobertas demonstraram que quanto mais cedo os adolescentes experimentaram álcool, mais propensos os mesmos estavam a perder o controle de quanto eles bebiam.

Segundo Meghan Morean, autora do estudo, o uso precoce do álcool pode ser associado ao abuso alcoólico e mais consequências negativas nos anos seguintes; “O rápido período de tempo entre o primeiro uso de substâncias alcoólicas e a intoxicação alcoólica também é um dos fatores que predizem problemas relacionados a esse tipo de substância”, aponta a autora.

Morean exemplifica apontando que um adolescente que consumiu álcool pela primeira vez aos 15 anos tem um risco muito maior de desenvolver abuso alcoólico que um adolescente que experimentou aos 17 anos; “Além disso, um adolescente que consome aos 15 anos e também bebe por intoxicação até essa idade também possui maiores riscos que um indivíduo que consumiu primeiramente aos quinze anos porém só intoxicou-se aos dezessete”, exemplifica a autora.

A pesquisa descobriu também dados suportados por estudos anteriores que demonstram a relação entre o uso precoce do álcool e os problemas relacionados, como desenvolvimento cerebral comprometido, abuso de drogas, cirrose do fígado e comportamentos sexuais de risco.

Morean conclui que a melhor maneira de prevenção ao abuso alcoólico e o desenvolvimento de problemas relacionados é a prevenção do próprio uso do álcool, explanando as crianças e adolescentes abertamente acerca dos efeitos nocivos do abuso e prover a eles informações pertinentes.

Fonte: Universidade de Yale

Comments are closed.


loading...