O portal do campo de Coaching e Mentoring

Cada mundo, ou campo de atuação, tem suas características próprias de ordem interna e funcionamento. Há o mundo da saúde, dos negócios, das escolas, do turismo, da economia, dos esportes, da consultoria e muitos outros. E há também o mundo, prefiro chamar de campo, do Coaching e Mentoring. 

As diferentes atividades humanas formam campos próprios, assim como cada tipo de mentalidade ou concepção de mundo também cria os estados mentais que geram diferentes comportamentos.

O campo (ou mundo) do Coaching e Mentoring também tem a sua ordem própria, suas características peculiares e energia ou ordem interna. Para adentrar neste campo é preciso passar por um portal, ou seja, conhecer e incorporar os requisitos básicos para ser aceito, se desenvolver e se manter na área de forma eficiente e ativa. Para o verdadeiro sucesso no campo do Coaching e Mentoring listo três requisitos básicos.

1)      Intenção pura e atitudes prestativas.

A intenção é o pano de fundo ou aspecto sutil que permeia todas nossas ações. A intenção deve ser pura, ou seja, devemos querer beneficiar as pessoas de forma profunda e genuína.

A intenção pura nasce no coração amoroso e compreensivo do Coach e é esta intenção que dá suporte a atividades prestativas, ou seja, aquelas que podem de forma real e verdadeira gerar benefícios na vida do cliente.

Para sermos Coaches verdadeiramente é preciso, antes de mais nada, amar o próximo. Sem este requisito, apenas desempenharemos papéis, e a intenção pura poderá dar espaço a segundas intenções, poderão surgir outros interesses em detrimento do bem do outro e, desta maneira, perderemos o clima interior que gera o verdadeiro sucesso do Coach.

2)      Capacidade de acesso à sabedoria interior.

Coaching e Mentoring é, em parte, um processo racional e operacional, que funciona a partir de conhecimentos, planos e metas. Porém, o verdadeiro sucesso de um Coach ou Mentor não vem de sua capacidade lógica ou racional, mas sim da sua capacidade de acessar e ouvir a sabedoria interior através de um processo profundo e pouco conhecido para a maioria das pessoas.

Para o Coach, estar sintonizado e centrado na sua sabedoria interior conduz e direciona os encontros de Coaching. É através desta sintonia que o Coach sabe o que é melhor para cada um. A sabedoria interior se manifesta tanto ao Coach quanto ao Coachee (cliente) através de insights, sensações e percepções que ultrapassam o mundo da razão. Sem abertura e acesso à sutil sabedoria interior seremos profissionais de Coaching e Mentoring de pouca densidade e pouca capacidade de resultados efetivos, profundos e duradouros.

3)      Consciência dos seus referenciais mentais.

Um Coach ou Mentor precisa ter a clara consciência de sua própria mentalidade.

A maior conquista de um Coach, a mais difícil de todas, é obter a perfeita clareza que o mundo que ele percebe é criação de sua própria mente, a qual opera através de referenciais adquiridos ao longo da vida. A grande cegueira humana é achar que o mundo já está pronto, é assim como o vemos e que somos meros passantes reativos.

Se um Coach adquire a consciência de que é o autor de seu próprio mundo, o próximo passo será introjetar novas visões que ampliem sua mentalidade, que permitam adquirir a visão holístico-sistêmica onde há a percepção da unidade, integração das partes e sua fusão com o Todo indivisível, uma visão muito elevada e libertadora. Caso contrário, o Coach somente poderá atuar a partir de visões menores ou mais restritas, talvez do tipo fragmentado, mecanicista, linear ou usará apenas conhecimentos (sem a sabedoria) ou, ainda, se prenderá a dogmatismos e dicotomias, restringindo sua capacidade de atuar com eficácia junto ao seu cliente.

Minha recomendação é que, se você desejar entrar pelo portal e atuar no campo do Coaching e Mentoring de forma eficaz e elevada, procure uma escola que atua neste nível de mentalidade.

, ,

Comments are closed.


loading...