Problemas psicológicos em gatos, com lidar?

Com uma psicologia muito semelhante à nossa, os gatos merecem atenção à saúde não somente física como também mental. Amamos nossos bichinhos e quase que como instinto, sempre percebemos quando algo não vai bem.

Esse instinto de guarda nem sempre é bem sucedido quando o assunto é notar problemas psicológicos, já que estes por vezes se mostram bem enterrados na psique dos nossos amigos felinos. Por isso, resolvemos trazer aqui alguns sinais para você prestar atenção no seu gatinho!

5 sinais cruciais de gatos que você precisa prestar atenção

Sabemos muito pouco sobre nosso cérebro, quem dirá sobre o cérebro dos gatos. Mas isso não nos impede de, pelo menos no que concerne aos problemas mais notórios, percebermos sinais e remediá-los o quanto antes.

Transtornos mentais não somente são responsáveis por uma baixa na qualidade de vida do seu amigo peludo, quanto podem ocasionar problemas físicos extremos. Lembre sempre que o corpo fica doente quando a mente não vai bem.

Por não depender da exposição à outros animais infectados, situações traumáticas podem surgir de qualquer lado, desde condições físicas dolorosas, até mesmo o envelhecimento e privação de liberdade prolongada.

Notando transtornos na mente dos gatinhos

Como nossos gatos ainda não desenvolveram a capacidade de falar, perceba mudanças comportamentais, abaixo vai uma lista que, se puder, deixe num papelzinho no topo da mesa, para ter sempre em mente. Vê só:

  • Notou algo de errado? Seu gato está irritadiço, quando não o costumava ser. Está hiperativo, quando costumava ser quieto? Preste atenção na estabilidade da personalidade de seu pequeno;

  • Ele se alimenta bem? Está bebendo água normalmente?

  • Nos limites da personalidade dele, percebe perda de interesse em brincadeiras ou em coisas que costumam gostar? (laser, coisas balançantes, penas…);

  • Ele passou a se limitar aos cantos da casa, ou ainda se mostra confortável no terreno? A confiança em seu meio ambiente é sinal de psique sadia;

  • Notou algum sinal físico? Pode ser queda de pelos, sangue, convulsões, uma infinidade de coisas podem demonstrar a ponta do iceberg que são os problemas psicológicos dos gatos.

Esse é o primeiro passo. Sendo identificadas as modificações comportamentais no seu pequeno, é hora de anotar tudo que você tenha notado e marcar uma consulta com um profissional. Se possível, tente trazer o veterinário à sua residência, já que os problemas afloram mais facilmente onde o gato vive.

Isso feito, chegaremos à etapa do tratamento, que dependerá um pouco do diagnóstico que o veterinário der. Vamos fazer aqui um pequeno compilado!

Tratamento de gatos com transtornos

Sendo interdependente com uma infinidade de outras questões, o tratamento dos gatos que possuem questões psicológicas vai exigir alguns esforços, associando desde brincadeiras e mudanças no ambiente, até remédios e alterações na alimentação do pequeno.

Nesse ponto, vai muito de cada tutor. O tratamento pode ser tanto químico quanto homeopático. Alguns precisam de remédios antidepressivos, sedativos e até mesmo antipsicóticos, mas isso geralmente se aplica apenas aos casos mais drásticos.

Nossa dica principal é ter paciência, já que por vezes, o tratamento demora um pouco e não demonstra melhoras nos primeiros dias. Portanto, se deseja ver o seu gatinho feliz e saudável, segure as pontas e mergulhe nessa com todo o amor do mundo.

Cuidados necessários

Assim que seu felino começar a demonstrar sinais de melhora, cuidado para não retornar a praticar os hábitos que expuseram ele aos traumas. Sejam eles a falta de exposição social, situações que desencadeiam ansiedade, tais quais a presença de animais maiores e afins.

Como as questões psicológicas costumam deixar gatilhos na mente dos seres que já passaram por problemas, todo cuidado é pouco, já que por vezes uma mera situação corriqueira pode trazer todo o trauma de volta à mente.

Tendo isso como norte, você não deve ter muitos problemas para lidar com o seu gatinho. Se ele estiver com alguma questão psicológica, agora você precisa de força e colocar o que apresentamos aqui nesse artigo na prática!

Comments are closed.