Archive | Diálogos do Behaviorismo com a Psicologia RSS feed for this section

Emoções e Sentimentos no Behaviorismo Radical: Um Esclarecimento Conceitual

A conceituação behaviorista radical acerca dos sentimentos foi brevemente explanada em um texto publicado nesta coluna há dois anos (Leonardi, 2007). Entretanto, aquele trabalho não apresentou a diferença que existe entre sentimentos e emoções no Behaviorismo Radical. O presente artigo tem como objetivo explicar a teorização de Skinner sobre as emoções e mostrar como elas se diferenciam dos sentimentos.

Continue Reading

Neurociência e Behaviorismo Radical

O Behaviorismo Radical foi muitas vezes acusado de considerar a biologia do comportamento como algo inexistente ou irrelevante e de tratar o cérebro como uma “caixa preta” que deveria ser ignorada no estudo do comportamento humano. Por exemplo, Steven Pinker, acatado como um dos psicólogos mais importantes da atualidade, afirma que “Skinner era defensor ferrenho da tábula rasa” (Pinker, 2004, p. 236), o que é uma falácia.

Continue Reading

Incompatibilidades do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais – DSM – com a Terapia Analítico-Comportamental

O Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (American Psychiatric Association, 2002) – ou DSM – é um livro que contém uma listagem dos transtornos psiquiátricos e seus respectivos critérios diagnósticos, além de dados epidemiológicos, padrões familiais, diagnóstico diferencial, entre outros. O DSM tem por objetivo auxiliar na identificação de sinais e sintomas, possibilitando a descoberta da etiologia, curso e resposta ao tratamento (Cavalcante & Tourinho, 1998).

Continue Reading

Breves considerações acerca do modelo de causalidade da terapia cognitiva e da terapia analítico-comportamental

Determinar as causas dos comportamentos, pensamentos e sentimentos é de fundamental importância em uma ciência psicológica comprometida com o objetivo de compreender e explicar o ser humano em sua totalidade.

Continue Reading

Sobre o significado do termo "radical" no behaviorismo de B.F. Skinner

O Behaviorismo Radical e a Análise do Comportamento foram criticados inúmeras vezes ao longo da história como sendo propostas extremistas de psicologia. De fato, para muitos psicólogos e estudantes de psicologia, a abordagem comportamental já demonstraria radicalismo em seu próprio nome, Behaviorismo Radical, termo compreendido pela crítica na acepção de extremista, inflexível, radicalista. Assim, o objetivo deste texto é apontar que esta é uma visão errônea do emprego da palavra “radical” e elucidar o real significado do termo no sistema skinneriano de psicologia. Inicialmente, é importante o…

Continue Reading

Transferência e Contratransferência: uma visão comportamental

Transferência e contratransferência são conceitos centrais na compreensão da relação terapêutica nas diversas vertentes da psicanálise. Cunhados por Sigmund Freud, criador da teoria psicanalítica, os termos transferência e contratransferência foram empregados de maneira diferente pela Psicoterapia Analítica Funcional, uma forma de terapia comportamental fundamentada no behaviorismo radical de B.F. Skinner. Assim, o objetivo deste texto é apresentar uma breve explicação dos conceitos freudianos de transferência e contratransferência e explicitar sua aplicação na Psicoterapia Analítica Funcional…

Continue Reading

Qual é a importância dos sentimentos na Análise do Comportamento?

Os sentimentos são, em certo sentido, a marca distintiva do objeto de estudo do psicólogo e, em especial, do psicólogo clínico. A literatura sobre psicoterapia nas mais diversas abordagens, incluindo a psicanálise, o psicodrama, a psicoterapia cognitiva, a daseinsanálise, a gestalt-terapia, entre outras, é enfática no que diz respeito ao papel fundamental que os sentimentos […]

Continue Reading


loading...