RedePsi - Psicologia

Artigos

Protocolo de atendimento psicológico durante a pandemia do coronavírus

Tendo em vista a pandemia do coronavírus e a necessidade de atendimento psicológico emergencial para esse problema, como também a necessidade de abordar o problema nos atendimentos psicológicos em geral, foi desenvolvido esse protocolo.

Trata-se de um breve roteiro para guiar foco do atendimento e deve ser utilizado apenas por psicólogos que tenham experiência e conhecimento para trabalhar com essas informações e orientações. Um profissional que não se sinta capacitado para o atendimento nesse momento, ou que não saiba como trabalhar com os itens do protocolo, deve procurar supervisão.

Esse protocolo não foi testado e por isso também deve ser utilizado com cuidado. Um psicólogo com experiência suficiente pode utilizar o material e adaptar a necessidade do cliente, da situação ou da área de atendimento.

Rapport – avaliação inicial sobre a demanda, perfil e riscos

Contextos principais:

  • Ocupacional / financeiro:
  • Saúde: específica (vírus) e geral (outros problemas)
  • Individual / familiar

Paradigmas envolvidos: 

  • As medidas de isolamento social servem para conter a disseminação do vírus, mas impactam dois outros contextos e sistemas: Econômico e ocupacional.
  • Funcionamento da ansiedade: situação de risco que ativa mecanismos físicos e psicológicos com reações de paralisação, fuga, evitação ou enfrentamento.
  • Funcionamento da ansiedade em situações reais versus em transtornos mentais, 
    •  Não existe risco real envolvido.
    •  Ausência de resposta de enfrentamento.
    •  Foco da atenção no corpo e nos pensamentos catastróficos e não na análise da situação que oferece risco.
    •  Diversas respostas de fuga/esquiva podem ser efetivas diante de riscos reais, o que cria a falsa impressão que não é necessário enfrentamento.

Meta: Enfrentamento e resiliência focada em ações de curto prazo.

  • Devido a imprevisibilidade da situação
  • Devido a dependência de ações que ocorrem em outros níveis de decisão.
  • Considerando contexto individual, familiar, ocupacional, saúde e financeiro.

Orientações/verificações:

  • Isolamento social: minimizar a curva de contaminação.
  • Crise nos sistemas de saúde, econômico e psicológico específicos do cliente em atendimento.
  • Incerteza sobre o futuro a médio prazo com indicativo de melhora após 4 meses.
  • O que fazer em caso de sintomas e canais oficiais de informação.
  • Excesso de informações, ansiedade e estresse
  • A importância das rotinas diárias
  • Contato com familiares, amigos, colegas

Esse protocolo foi desenvolvido por Oliver Zancul Prado (CRP 06/55700)

Acesso à Plataforma

Assine a nossa newsletter