UNAIDS e OMS respondem a críticas de ativistas

A UNAIDS e a Organização Mundial da Saúde (OMS) organizam bianualmente relatório no qual avaliam a progressão epidemiológica dos casos de AIDS e infecção por HIV em todo o mundo. O último desses relatórios, recentemente divulgado no início de junho de 2004, tem causado muitas reações por parte de políticos, cientistas e ativistas, que sustentam a existência de erros de estimativa por parte da UNAIDS/OMS. Em artigo publicado na prestigiada revista médica The Lancet, membros das duas organizações justificam as mudanças adotadas nos parâmetros de investigação. Segundo eles, a adoção de novos critérios são uma adequação às necessidades de dados mais confiáveis e palpáveis.

[url=http://www.thelancet.com/journal/vol363/iss9427/full/llan.363.9427.editorial_and_review.30071.1]Fonte: The Lancet Volume 363, Number 9427, Pages 2180-85, 26 June 2004 [/url]
A UNAIDS e a Organização Mundial da Saúde (OMS) organizam bianualmente relatório no qual avaliam a progressão epidemiológica dos casos de AIDS e infecção por HIV em todo o mundo. O último desses relatórios, recentemente divulgado no início de junho de 2004, tem causado muitas reações por parte de políticos, cientistas e ativistas, que sustentam a existência de erros de estimativa por parte da UNAIDS/OMS. Em artigo publicado na prestigiada revista médica The Lancet, membros das duas organizações justificam as mudanças adotadas nos parâmetros de investigação. Segundo eles, a adoção de novos critérios são uma adequação às necessidades de dados mais confiáveis e palpáveis.

[url=http://www.thelancet.com/journal/vol363/iss9427/full/llan.363.9427.editorial_and_review.30071.1]Fonte: The Lancet Volume 363, Number 9427, Pages 2180-85, 26 June 2004 [/url]

,

Comments are closed.