Doenças mentais freqüentes em combatentes americanos no Iraque e Afeganistão

Estudo publicado no último número da revista The New England Journal of Medicine avaliou a presença de doenças mentais em indivíduos da infantaria norte-americana antes e após sua participação em combates no Iraque (2.530 indivíduos) ou no Afeganistão (3.671 indivíduos). Os indivíduos foram analisados por questionários anônimos e avaliou-se a presença de transtorno de estresse pós-traumático (TEPT), depressão, ansiedade generalizada…
Estudo publicado no último número da revista The New England Journal of Medicine avaliou a presença de doenças mentais em indivíduos da infantaria norte-americana antes e após sua participação em combates no Iraque (2.530 indivíduos) ou no Afeganistão (3.671 indivíduos). Os indivíduos foram analisados por questionários anônimos e avaliou-se a presença de transtorno de estresse pós-traumático (TEPT), depressão, ansiedade generalizada…
A exposição a combates foi mais freqüente nos combatentes enviados para o Iraque do que naqueles enviados para o Afeganistão. A principal diferença nos grupos estudados foi a presença de TEPT, presente em 15,6 a 17,1% após os combates no Iraque, em 11,2% após os combates no Afeganistão e em 9,3% dos indivíduos antes de serem enviados para o combate. De todos indivíduos que apresentaram indícios de doença mental, apenas 23 a 40% procuraram orientação médica. Esse estudo demonstrou os altos índices de doenças mentais em indivíduos enviados para combates e as dificuldades de obtenção de atenção médica, possivelmente pelo estigma dos indivíduos com essas doenças.

[url=http://content.nejm.org/cgi/content/abstract/351/1/13]Fonte: The New England Journal of Medicine Volume 351, Number 1, Pages 13-22 – July 1, 2004 [/url]

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

,

Comments are closed.