Ministro anuncia novos valores de bolsas de iniciação científica e Pibic

O ministro da C&T, Eduardo Campos, anuncia nesta terça-feira os novos investimentos do CNPq/MCT nos programas de Iniciação Científica Júnior e Iniciação Científica (IC)/Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic).

Fonte: [url=http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=29542]Jornal da Ciência[/url]
O ministro da C&T, Eduardo Campos, anuncia nesta terça-feira os novos investimentos do CNPq/MCT nos programas de Iniciação Científica Júnior e Iniciação Científica (IC)/Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic).

Fonte: [url=http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=29542]Jornal da Ciência[/url]
A partir de agora, os estudantes de graduação inscritos no IC/Pibic passarão a receber um auxílio mensal de R$ 300. Até então, a bolsa era de R$ 241. Além disso, o número de alunos beneficiados pelos programas também aumentará, dos atuais 19 mil para 20 mil, distribuídos por todo o país.

Já os bolsistas do Programa de Iniciação Científica Júnior – voltado a estudantes do ensino médio, com o objetivo de sensibilizar os jovens, principalmente de famílias carentes, para a área de C&T – receberão um aumento de 25% nas bolsas, que passarão dos atuais R$ 80 mensais para R$ 100.

O número de estudantes também aumentará, dos poucos mais de três mil atuais para cinco mil bolsistas.

Os valores anunciados para os dois programas representam um aumento de R$ 1,3 milhão mensais nos investimentos do CNPq.

Bolsas de pesquisa

O Programa de Bolsas de Iniciação Científica do CNPq atende a cerca de 20 mil estudantes do ensino superior, de todas as áreas do conhecimento, e envolve recursos de R$ 56 milhões, aproximadamente.

Setenta por cento dessas bolsas são concedidas diretamente a 172 instituições de ensino superior espalhadas por todo o país, dentro do Pibic. O restante é concedido diretamente aos pesquisadores, que submetem suas solicitações a editais do CNPq.

Com o objetivo de contribuir para a formação de recursos humanos voltados à pesquisa, os programas de bolsas estimulam a participação de alunos de destaque em projetos desenvolvidos por pesquisadores com mérito científico reconhecido. As pesquisas terminam com um trabalho final, que é avaliado e valorizado, estimulando a continuidade da formação do bolsista.
(Assessoria de comunicação do MCT)

Anterior
O Povo, do Ceará: Professores da Uece tendem a encerrar greve
Próxima
CNPq divulga Censo 2004 do Diretório dos Grupos de Pesquisa
Índice de Noticías
– imprimir
– enviar
– comentário

Comments are closed.