Preocupar-se demais: o que você deve saber ?

Todo mundo se preocupa, é uma resposta normal frente à situações de insegurança ou indecisão. Se preocupar pode fazer com que a pessoa se sinta mais preparada, e até fazer com que ela tenha a sensação de “controle” sobre a situação. Se preocupar pode funcionar em alguns momento, porém, pode-se tornar um mau hábito.

Todo mundo se preocupa, é uma resposta normal frente à situações de insegurança ou indecisão. Se preocupar pode fazer com que a pessoa se sinta mais preparada, e até fazer com que ela tenha a sensação de “controle” sobre a situação. Se preocupar pode funcionar em alguns momento, porém, pode-se tornar um mau hábito.

O ato de se preocupar torna-se um problema à medida que o sujeito não controla mais as preocupações, tornando a vida miserável. As preocupações podem intervir na vida da pessoa e atrapalhar o sono.

As preocupações mais comuns são de indivíduos que ficam achando que têm determinada doença, mesmo com o médico dizendo o contrário, e de indivíduos que se preocupam excessivamente em parecer tolos em determinadas situações sociais.

Alguns indivíduos parecem se preocupar todo dia. Eles se preocupam com os problemas diários, conflitos com outras pessoas, segurança dos familiares, ou quase tudo. Para eles, é um modo de vida “viver preocupado”. Preocupações como as que fazem eles se sentirem culpados, com baixa auto-estima, e sem esperanças, podem ser sinais de depressão, e devem procurar tratamento.

Existem alguns tratamentos que, na maioria das vezes, ajudam as pessoas que se preocupam demais. Alguns são por medicamentos, e outros por terapias com o intuito de mudar as crenças e hábitos destas pessoas.

Fonte: [url=http://www.aafp.org/afp/20060315/1057ph.html]www.aafp.org[/url]

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.