Conheça mais sobre o “tique nervoso”

O problema dos ‘tiques nervosos’ normalmente não é tratado de uma forma séria, sendo até motivo para chacota ou brincadeiras, porém, pessoas que possuem os chamados ‘tiques’ sofrem com o problema, muitas vezes, durante anos, afetando sua auto-estima, o que acaba interferindo em sua vida social, profissional e afetiva.
O problema dos ‘tiques nervosos’ normalmente não é tratado de uma forma séria, sendo até motivo para chacota ou brincadeiras, porém, pessoas que possuem os chamados ‘tiques’ sofrem com o problema, muitas vezes, durante anos, afetando sua auto-estima, o que acaba interferindo em sua vida social, profissional e afetiva.
O tique é um movimento motor involuntário, rápido, não ritmado, pois ocorre em intervalos de tempo variados, sem seguir um padrão, podendo também se apresentar como uma vocalização súbita.

Comumente, no dia-a-dia, encontramos pessoas que possuem algum tipo de tique, como por exemplo: piscar os olhos de maneira incomum, caretas faciais, fungados, contrair o pescoço, encolher os ombros, pigarro, grunhir, bufar (esses três últimos, tiques vocais) e tantos outros que são classificados como formas simples.

Um grupo menor de pessoas é portador da forma mais complexa que inclui saltar, bater em si mesmo, bater o pé, cheirar objetos, vocalizações explosivas e repetitivas, Dentre essas vocalizações encontramos nomes como a coprolalia (uso de palavras ou frases obscenas e constrangedoras), palilalia (repetição dos próprios sons ou palavras) e a ecolalia (repetição da última palavra, som ou frase ouvida).

O estresse pode ser um fator exacerbador dos tiques, enquanto que algumas atividades que exijam concentração como ler, por exemplo, atenuam os mesmos.

Os tiques não devem ser confundidos com as compulsões (popularmente conhecidas como manias), já que estas visam neutralizar a ansiedade resultante de uma obsessão (pensamentos ruins e intrusivos). Os tiques não seguem este padrão.

Há uma forma bastante intensa do problema com os tiques, é conhecida como Síndrome de Tourette.
A Síndrome de Gilles de la Tourette é um transtorno raro, crônico, composto de múltiplos tiques motores onde pelo menos um tique vocal deve estar presente. Esta síndrome além de ser incapacitante causa um prejuízo social extremo, causando muito sofrimento em seus portadores.

De uma forma geral, o paciente com tiques, em maior ou menor intensidade, sente-se envergonhado devido à sensação de estar sendo observado pelos outros, o que de fato acontece. Portanto, a depressão não é um quadro incomum nestes pacientes, bem como a ansiedade generalizada, uma vez que o portador tenta todo o tempo controlar os tiques em situações sociais. Além da depressão e da ansiedade, não raro observamos a associação de tiques com o Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) e Transtorno de Aprendizagem.

Fonte: [url=http://www1.uol.com.br/vyaestelar/tiques.htm]www.uol.com.br[/url]

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.