RedePsi - Psicologia

Notícias

Washington quer testar 80 mil para HIV

As autoridades sanitárias na capital americana, Washington DC, estão lançando um esquema pioneiro para persuadir moradores da região que tenham de 14 a 84 anos a se submeterem a testes de verificação de HIV.
As autoridades sanitárias na capital americana, Washington DC, estão lançando um esquema pioneiro para persuadir moradores da região que tenham de 14 a 84 anos a se submeterem a testes de verificação de HIV.
Nos próximos meses, funcionários públicos vão distribuir em centros médicos, escolas, clínicas comunitárias e hospitais 80 mil cartelas com equipamento para teste imediato, que usarão saliva ao invés de sangue e apresentarão o resultado em 20 minutos.

Washington DC tem um dos índices mais altos de Aids dos Estados Unidos – 4% dos moradores da área são soropositivos – e a incidência de contaminação por HIV também é tida como elevada.

Mais de 16 mil casos de Aids foram registrados em Washington DC entre 1981 e 2004.

As autoridades estimam que até 25% dos infectados com o vírus HIV nos Estados Unidos não sabem que são portadores.

Detecção prematura pode fazer muita diferença na eficácia do tratamento de Aids.

A correspondente da BBC, Jill McGivering, diz, contudo, que alguns dos funcionários da saúde que trabalham com portadores de HIV ou pacientes de Aids estão cautelosos em relação à campanha.

Eles receiam que os serviços de apoio e aconselhamento fiquem sobrecarregados se houver um grande número de pessoas, de imediato, cujo teste seja positivo para a infecção.

Mas as autoridades insistem que estão preparadas.

O Centro para a Prevenção e Controle de Doenças na cidade americana de Atlanta estima que mais de um milhão de pessoas no país são portadoras do vírus HIV e cerca de 40 mil sejam infectadas a cada ano.

Fonte: [url=http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/story/2006/06/060628_hiv_washington.shtml]www.bbc.co.uk[/url]

Acesso à Plataforma

Assine a nossa Newsletter