‘Descuido’ e desconforto interrompem tratamento de câncer

A dificuldade para engolir um medicamento é um dos motivos apontados por mulheres diagnosticadas com câncer de mama, na Grã-Bretanha, para abandonar temporariamente o tratamento contra a doença.
A dificuldade para engolir um medicamento é um dos motivos apontados por mulheres diagnosticadas com câncer de mama, na Grã-Bretanha, para abandonar temporariamente o tratamento contra a doença.
A constatação foi feita em uma pesquisa com 131 mulheres encomendada pela ONG Cancer Research UK.

Muitas simplesmente esquecem de tomar a medicação, mas outras decidem deixar o tratamento deliberadamente.

As razões para isso incluem a dificuldade para engolir os remédios, o desconforto com os efeitos colaterais e o fato de que o medicamento é uma constante lembrança da doença.

O levantamento será publicado na publicação especializada “European Journal of Cancer.”

Os pesquisadores dizem que os resultados mostram a necessidade de uma comunicação mais clara sobre as vantagens e desvantagens do tratamento.

Esse combina a cirurgia, radioterapia e quimioterapia, geralmente, seguida de uma dose diária de hormônios ou uma injeção mensal por até cinco anos.

Entre as 131 pacientes entrevistadas, 72 disseram que às vezes não tomam os seus remédios.

Dessas, 60 afirmaram que foi esquecimento e 12 disseram que a decisão foi intencional.

“Os resultados são preocupantes porque não tomar toda a medicação prescrita pode ter um impacto em quão efetivo o tratamento será”, alertou a autora do estudo Louise Atkins, da Universaidade de Sussex.

A cada ano 41,7 mil mulheres são diagnosticadas com câncer de mama na Grã-Bretanha, resultando em 12,4 mil mortes anualmente.

Fonte: [url=http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/story/2006/08/060823_cancermama_as.shtml]www.bbc.co.uk[/url]

About Marina Bellissimo Rodrigues

Comments are closed.