RedePsi - Psicologia

Notícias

Estudo: depressão após derrame cerebral

A depressão é comum entre os pacientes que sobrevivem a um acidente vascular cerebral (AVC ou derrame cerebral), porém poucos pacientes são tratados para esta condição. Os sobreviventes a um derrame cerebral e que não apresentam depressão, têm melhor qualidade de vida. Esta é a conclusão de um estudo publicado na revista médica Stroke, em sua edição online de setembro de 2006.
A depressão é comum entre os pacientes que sobrevivem a um acidente vascular cerebral (AVC ou derrame cerebral), porém poucos pacientes são tratados para esta condição. Os sobreviventes a um derrame cerebral e que não apresentam depressão, têm melhor qualidade de vida. Esta é a conclusão de um estudo publicado na revista médica Stroke, em sua edição online de setembro de 2006.
Pesquisadores australianos avaliaram a incidência da depressão e do seu tratamento, 5 anos após a ocorrência de um derrame cerebral. A análise incluiu 441 pacientes com uma idade média de 74 anos.

Usando um questionário específico, constatou se depressão em 17% dos pacientes avaliados. Entretanto apenas 22% deles usavam medicação antidepressiva.

Segundo os autores a identificação dos quadros da depressão pós-AVC pode levar a um melhor tratamento desta condição, com maior sobrevida e melhora da qualidade de vida.

Fonte: [url=http://boasaude.uol.com.br/news/index.cfm?news_id=6583]www.bibliomed.com[/url]

Acesso à Plataforma

Assine a nossa Newsletter