Revolução na sala de aula

O governo federal vai decidir até abril se irá comprar 1 milhão de computadores portáteis educacionais da empresa taiwanesa Quantas, uma das maiores produtoras mundiais de notebooks, ao custo total de cerca de R$ 325 milhões.
O governo federal vai decidir até abril se irá comprar 1 milhão de computadores portáteis educacionais da empresa taiwanesa Quantas, uma das maiores produtoras mundiais de notebooks, ao custo total de cerca de R$ 325 milhões.
Não são laptops convencionais, mas os modelos idealizados pela organização não-governamental One Laptop Per Child (OLPC – Um laptop por criança), criada pelo pesquisador Nicholas Negroponte, co-fundador do Media Lab, do Massachusetts Institute of Technology (MIT).

A entidade concebeu essas máquinas como uma revolucionária ferramenta de aprendizagem talhada para iniciar no mundo digital as crianças de escolas públicas de países pobres.

Numa estratégia de marketing para atrair parceiros – empresas como AMD, Brighstar, Google, Marvell, News Corp. e Nortel investiram, cada uma, US$ 2 milhões no programa – Negroponte batizou os protótipos de laptops de US$ 100. É certo que o custo ainda é mais alto do que o esperado – está em torno de US$ 150 cada computador –, mas Negroponte acredita que o patamar poderá ser alcançado em 2008.

A OLPC encomendou uma primeira leva de 5 milhões de laptops à Quantas, para ser entregue neste ano. O quinhão destinado ao Brasil, conforme conversas com o governo federal, seria de 1 milhão de máquinas. Os outros 4 milhões destinam-se a outros países simpáticos ao programa, como a Argentina, a Líbia, a Nigéria e a Tailândia.

No dia 24 de novembro, Negroponte esteve no Brasil e entregou pessoalmente ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva um protótipo do laptop. “Não assinamos nenhum contrato, mas, no meu ponto de vista, não há nenhuma possibilidade de o Brasil ficar fora desta iniciativa”, afirmou Negroponte ao portal de notícias G1.

Fonte: [url=http://www.revistapesquisa.fapesp.br/?art=3130&bd=1&pg=1]Revista Pesquisa Fapesp[/url]

About Marina Bellissimo Rodrigues

,

Comments are closed.