totemismo

A seleção de animais, plantas e objetos inanimados como representantes de indivíduos e tribos primitivos.

Freud diz que divide "as teorias aceitas sobre a derivação do totemismo em três grupos: (a) nominalistas, (b) sociológicas, (c) psicológicas".

O totemismo nominalista refere-se à forma de totemismo que diferencia as tribos pelos nomes. Citando E. Durkheim, Freud diz que, quanto ao totemismo sociológico, "o totem é o representante visível da religião social dessas raças [australianas]. Consubstancia a comuni­dade, que é o verdadeiro objeto de veneração". O totemismo psicológico, segundo Frazer, ba­seava-se na crença numa "alma exterior". Pretendia-se representar no totem um lugar seguro de refúgio, onde a alma era depositada a fim de evitar os perigos que a ameaçam. (Freud)

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra - Pós-doc em Filosofia Membro do Viktor Frankl Institute Vienna Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.