biblioterapia

Utilização da leitura como auxiliar da psicoterapia. Livros podem ser recomenda­dos a pacientes pelas seguintes razões: (1) ajudar o paciente a compreender melhor as suas pró­prias reações psicológicas e fisiológicas à frus­tração; (2) remediar conhecimentos insuficien­tes ou errôneos; (3) facilitar a comunicação en­tre paciente e terapeuta, ajudando o paciente a entender a terminologia da terapia; (4) esti­mular o paciente a discutir e verbalizar certos problemas, ajudando a remover o medo, ver­gonha ou culpa relacionados com esses proble­mas; (5) estimular o paciente a ter pensamentos construtivos entre uma entrevista e outra; (6) reforçar os padrões sociais e culturais aceitos e inibir, desse modo, certos padrões infantis de comportamento; (7) estimular a imaginação do paciente e proporcionar-lhe satisfações vi­cárias que a realidade não lhe pode fornecer sem perigo; (8) ampliar a esfera de interesses do paciente; (9) como auxiliar de um programa de reabilitação vocacional. A leitura recomen­dada deve, é claro, ser selecionada especifica­mente para cada paciente, dependendo dos objetivos da terapia, da capacidade intelectual

do paciente e do seu estágio na terapia.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra - Pós-doc em Filosofia Membro do Viktor Frankl Institute Vienna Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.