‘folie du doute’

(do fr. "loucura da dúvida") Mania da dúvida, hoje incluída, geralmente, na neurose de angústia  ou no transtorno obsessivo-compulsivo.

"O medo de responsabilidade expressa-se na compulsão para examinar repetidamente se um fósforo jogado fora não continua queimando, se as portas dos armários estão fechadas, se as cartas estão seladas ou se não foi cometido um erro ao fazer uma conta (mania da dúvida, folie du doute)." (Bleuler, E.)

Falret introduziu a expressão como entidade nosológica, chamando-lhe maladie du doute. Anteriormente, Esquirol designara a mesma afecção como monomanie raisonnante; Bail­larger referiu-se a ela como monomanie avec conscience; em outras épocas, foi conhecida como aliénation partielle; Oscar Berger deno­minou-a Grübelsücht.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra - Pós-doc em Filosofia Membro do Viktor Frankl Institute Vienna Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.