Função e representação das relações familiares

Resumo da palestra que será realizada no dia 15/08/2009 no I Encontro de Psicólogos de Barretos

Palestrante: Patrícia Calocci Marcicano

A família trás consigo diversas responsabilidades histórica e culturalmente e funções biologicas, emocionais e sociais. A cada etapa do desenvovimento familiar, requer uma funcionabilidade diferente do sistema em questão. Num primeiro momento a familia funciona a partir da união e manutenção da mesma pelo casal; em uma dinamica estrutural, e num proximo ciclo, encontramos a fase de aquisição de bens; posteriormente teremos o nascimento dos filhos e aumento da familia; como consequencia do ciclo passado os pais desenvolvem o papel de cuidadores; numa etapa seguinte do desenvolvimento familiar os pais desenvolvem papéis de educadores, transformando-se gradualemnte em orientadores destes filhos; já numa etapa mais avançada do ciclo familiar, os pais desenvolvem papéis de amigos, funcionando como apoio para os filhos, onde estes ja se encontram na fase adulta de desenvolvimento; Podemos ainda enontrar dentro do cilo de desenvolvimento familiar o periodo conhecido como “ninho vazio”; E ainda atualmente nos deparamos com o fenomeno das “familias cangurus”. Toda esta teia de contingencias são permeadas por representações das relações travadas entre os membros da familia. Acreditamos que o estudo de fenômenos acerca da família e do desenvolvimento humano deva ser realizado levando-se em consideração modelos culturais específicos. As crianças nascem e se desenvolvem em contextos e culturas diversos. Mesmo antes de nascer, já sofrem influência das crenças, expectativas, representações e costumes de seus cuidadores. Este estudo refere-se à compreensão dessas fases de desenvolvimento familiar, bem como as representações, expectativas, valores e sentimentos parentais, dentro das relações envolvidas em cada etapa. A primeira experiência social da criança dá-se dentro do núcleo familiar, quando ela se relaciona com seus cuidadores, sobretudo com a mãe e com o pai. Dentro desta perspectiva, torna-se importante o presente estudo. Não podemos conceber a formação de um indivíduo social sem a presença e representação do outro e de si mesmo. O objetivo a ser alcançado aqui é realizar um levantamento de informações acumuladas historico cultarais, a cerca da funcionalidade familiar em cada etapa do desenvolvimento da mesma e delinear as representações de tais relações dentro de cada contexto.

Palavras chave: função familiar; relações, representações

Para saber mais, clique aqui

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.