Fonoaudiologia pode tratar paralisia facial, diz especialista

O trabalho fonoaudiológico, quando iniciado o mais cedo possível, pode evitar a paralisia facial, já que prepara o músculo para a reinervação do nervo da face, afirma a especialista Aline Mara de Oliveira. "O tratamento fonoaudiológico engloba alguns tipos de exercícios: estímulo frio, massagens tonificadoras, massagens indutoras, exercícios isométricos e massagens isométricas", explica.

O trabalho fonoaudiológico, quando iniciado o mais cedo possível, pode evitar a paralisia facial, já que prepara o músculo para a reinervação do nervo da face, afirma a especialista Aline Mara de Oliveira. "O tratamento fonoaudiológico engloba alguns tipos de exercícios: estímulo frio, massagens tonificadoras, massagens indutoras, exercícios isométricos e massagens isométricas", explica.

Os exercícios de aumento do tônus muscular e estímulo de unidades motoras são complementados com exercícios de manutenção e simetria. "Os resultados podem ser observados de 30 a 60 dias após o início do tratamento, dependendo da causa da paralisia e da disciplina do paciente."

A doença, caracterizada pela paralisia de todos ou de alguns músculos responsáveis pela expressão facial, pode afetar o paladar e o olfato, além de causar o ressecamento dos olhos. As causas do transtorno podem ser diversas, entre elas traumáticas, por infecção, neoplasia, metabólica.

Fonte: BOL Notícias

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

,

Comments are closed.