Pesquisa associa dor de cabeça a mau comportamento em crianças.

O estudo que investigou a relação foi realizado pela psicóloga Luciana Leonetti Correia, em seu doutorado, e foi defendida na faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP.

O estudo que investigou a relação foi realizado pela psicóloga Luciana Leonetti Correia, em seu doutorado, e foi defendida na faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP.

Os dados indicaram que crianças com queixa de dor de cabeça apresentam mais "problemas de comportamento, como retraimento, reação emocional e agressividade, quando comparadas a um grupo de crianças sem essas queixas".
Participaram da pesquisa 75 crianças em idade pré-escolar, com idades entre três e cinco anos, cadastradas em núcleos do programa de saúde da família vinculadas a FMRP.

Os dados foram coletados através de um questionário validado, o qual foi respondido pela mãe, que continha indicadores de temperamento, comportamento e prevalência de dores de cabeça entre os membros da família da criança.

A amostra foi dividida entre dois grupos: os participantes que apresentavam dor de cabeça,e aqueles que não apresentavam. Os grupos foram comparados através de análise estatística, e então, chegou-se aos indicadores de risco que melhor explicavam o comportamento das crianças.

Fonte: Agência USP de Notícias.

Comments are closed.