Estresse na meia idade aumenta o risco de demência

O estudo que chegou a esta conclusão foi realizado por Lena Johansson, e acompanhou 1415 pessoas do sexo feminino, com idades entre 38 e 60 anos. A notícia é do portal Terra Vida e Saúde.

O estudo que chegou a esta conclusão foi realizado por Lena Johansson, e acompanhou 1415 pessoas do sexo feminino, com idades entre 38 e 60 anos. A notícia é do portal Terra Vida e Saúde.

Os níveis de estresse foram acompanhados por três anos, e o distúrbio psicológico definido como uma  "sensação de irritação, tensão, nervosismo, ansiedade, medo ou problemas de sono", com duração de um mês ou mais. Durante a pesquisa, um total de 161 pessoas foram diagnosticadas como portadoras de demência.

A partir dos dados, pode-se verificar que o risco da patologia é 65% maior naquelas pessoas que se expõe a situações estressantes com frequência na meia idade. As chances subiram para 73% quando as participantes relataram exposição ao estresse em duas das avaliações, e continuou aumentando quando as três entrevistas mostraram estresse.

Portanto, é importante que as famílias procurem preservar seus membros de meia idade da exposição a fatores estressantes desnecessários; posto que, o Alzheimer, mais comum entre os quadros de demência, leva a pessoa a um estado no qual sequer responde ao ambiente a sua volta, trazendo sofrimento não só para ela, mas para toda a sua família.

Fonte: Portal Terra Vida e Saúde.

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

,

Comments are closed.