Escala de avaliação para alucinógenos é traduzida e adaptada para o Brasil

Pesquisadores do Departamento de Psiquiatria da Universidade Federal de São Paulo, Departamento de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Santa Cruz e da Escola de Medicina da Universidade do Novo México, traduziram e adaptaram a Hallucinogen Rating Scale (HRS) para o português brasileiro.

Os autores relatam que existe atualmente um aumento da relevância médica e cultural que os alucinógenos vêm adquirindo no mundo e no Brasil, mas não havia um instrumento específico disponível para avaliar efeitos subjetivos decorrentes dessa classe de substâncias. A Hallucinogen Rating Scale (HRS) é um questionário autoaplicável, desenvolvido pelo Dr. Rick J. Strassman e colaboradores, em meados da década de 1990, na Universidade do Novo México, visando avaliar a amplitude de efeitos psicológicos decorrentes da DMT (N, N – dimetiltriptamina, harmina, harmalina e tetra-hidroharmina) sintética, para o qual foi originalmente concebido.  Segundo os pesquisadores a HRS apresenta graus aceitáveis de sensibilidade aos efeitos de alucinógenos, assim como de confiabilidade e validade convergente. Pode ser utilizada para avaliação dos efeitos psicológicos de outras substâncias alucinógenas diversas, como a ketamina e a psilocibina. Em nosso meio, a HRS poderá propiciar também a possibilidade de avaliar experiências religiosas de tipo místico, relevantes à investigação da espiritualidade, psicopatologia e saúde mental.
Por fim os pesquisadores publicaram o estudo de adaptação na Revista de Psiquiatria Clínica disponibilizando em anexo a escala em português.
MIZUMOTO, Suely et al . Hallucinogen Rating Scale (HRS) – Versão brasileira: tradução e adaptação transcultural. Rev. psiquiatr. clín.,  São Paulo,  v. 38,  n. 6,   2011 .   Disponível em . acessos em  23  jan.  2012.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-60832011000600004.

Comments are closed.