O fator motivacional no Coaching

O Coaching como um processo interativo entre o Coach e o seu cliente envolve e depende de diferentes fatores na conduta tanto do profissional quanto do cliente. 

Esses aspectos podem ter influência direta nos resultados do processo e é importante estar alerta a cada sinal de interferência, tanto positiva quanto negativa. Um dos fatores primordiais na atuação de um Coach e que tende a determinar a natureza e o andamento do processo de Coaching é a motivação. A motivação do Coach pode ser classificada de duas formas: a motivação comum e a motivação prestadia.

A motivação comum se refere àquele profissional que apenas exerce a atividade como uma ocupação diária, uma obrigação, uma fonte de renda, uma profissão igual a todas as outras, seja na empresa ou com clientes externos. Neste caso, o foco do Coach está no ego, ou seja, na sua própria satisfação.

Já a motivação prestadia acontece quando o Coach está imbuído de uma consciência elevada e atua realmente focado no benefício do cliente. O aspecto prestadio do ser humano surge mais do coração do que da razão e é uma expressão de respeito e favorecimento de todas as pessoas.

Em uma atuação prestadia, há o profundo reconhecimento que o outro e eu somos todos a mesma expressão universal, ou seja, todos somos a expressão da Unidade. Esta percepção revela que somos unidos pela mesma essência e, portanto, quando beneficiamos o outro estamos também colhendo estes benefícios para nós mesmos. Estes resultados positivos direcionados para o outro têm o poder de diminuir o nosso ego e funcionam como um caminho mais rápido para o despertar da felicidade interior.

Como formador de Coaches e Mentores, o Instituto Holos procura enfatizar a importância do Coach atuar com motivação prestadia. Além dos benefícios implícitos, a atuação baseada em uma conduta prestadia se constitui como um diferencial qualitativo do Coach.

Por outro lado, a motivação do cliente também pode ser comum – fazer Coaching porque é moda, porque o chefe pediu, porque deseja se destacar frente aos demais, competir mais, etc. É importante avaliar estes aspectos também do ponto de vista dos objetivos do cliente em relação ao processo de Coaching.

Coaching é, antes de mais nada, um momento de forte interação entre duas pessoas, e isto é uma grande oportunidade de crescimento e mútua aprendizagem.

É importante que o Coach, a partir de sua postura prestadia, também faça o cliente entender que seus resultados no Coaching podem servir a outras pessoas, aos demais departamentos da empresa e à sociedade. O conhecimento adquirido deve circular e não ficar restrito apenas ao Coachee. A expansão dos resultados é que dará um significado mais amplo ao Coaching para beneficiar não somente uma pessoa, mas uma comunidade.

, ,

Comments are closed.


loading...