Conselho Regional de Psicologia do Paraná pode cassar registro de Marisa Lobo

Segundo fonte não oficial, a decisão do Conselho na audiência foi pela cassação do registro profissional de Marisa Lobo. O relator do processo votou também pela censura pública – uma punição na qual é levada ao conhecimento geral, por meio de publicação na imprensa oficial -, apontando que a profissional teria transgredido os princípios de sua profissão definidos pelo conselho regulamentador. 

De acordo com a psicóloga, ainda cabe recurso à decisão, que pode ser levada ao Conselho Federal de Psicologia (CFP), e até mesmo à justiça comum, caso seja necessário. Marisa Lobo informou também que seu advogado já está trabalhando no recurso.

Relembre o caso

Marisa Lobo defendeu a possibilidade dos profissionais de permitir às pessoas homossexuais procurarem orientação sobre sua condição sexual. “É muito fácil jogar a responsabilidade na religião, na sociedade e na família. Deixa a pessoa ter o direito de ser tratada”, declarou a psicóloga.

Manifestantes criticaram duramente a postura de Marisa Lobo, observando que a “cura” da homossexualidade é uma forma de perpetuar a homofobia. O coordenador da Frente Parlamentar Mista pela Cidadania LGBT na Câmara, deputado Jean Wyllys (Psol-RJ), em ocasião de uma fala da psicóloga, declarou que ficou “constrangido” com a colega. “Orientação sexual e identidade de gênero são coisas que não confundem. Uma pessoa não pode se valer disso para querer curar uma pessoa por ser homossexual”, disse o parlamentar.

Fontes: GNotícias e Portal Terra

One Response to Conselho Regional de Psicologia do Paraná pode cassar registro de Marisa Lobo

  1. Alice M. Easter 27 de maio de 2014 at 15:19 #

    Agora entendi. Quando a homossexualidade deixou de ser doença mental, o que não é o caso dos pedófilos, muitos religiosos, sejam psicólogos,psiquiatras, ou ignorantes mesmo, os que parara, no tempo resolveram tratar o caso como doença. Sinceramente. Acho que jogar fora 5 anos de universidade é um pecado. Esses profissionais têm que voltar para a faculdade para se atualizarem. A vida não é do jeito que eles acham que deve ser. Há que respeitar o direito de felicidade dos pacientes. Ela portando deve ser tratada!



loading...