Experiência com primatas pode ajudar a explicar a origem da linguagem humana

Recentes pesquisas mostram que o macaco Cebus (nome científico do macaco prego) são os animais mais parecidos com o homem. Os dentes são praticamente idênticos, variando de tamanho e número apenas, e as reações também são muito parecidas. Tanto assim que o doutor em Psicologia comportamental, Olavo de Faria Galvão, vem dando aulas a esses primatas no departamento de Psicologia Experimental da UFPA. Como na escola de gente, os bichos aprendem, fazem prova e passam por séries. Olavo afirma que um dos indícios em que a pesquisa pode chegar é de onde vem a linguagem humana.

Fonte:[url=http://www.diariodopara.com.br/Edicoes/2004/10/21/Cidades/Ci_05.asp]Diário do Pará[/url]
Recentes pesquisas mostram que o macaco Cebus (nome científico do macaco prego) são os animais mais parecidos com o homem. Os dentes são praticamente idênticos, variando de tamanho e número apenas, e as reações também são muito parecidas. Tanto assim que o doutor em Psicologia comportamental, Olavo de Faria Galvão, vem dando aulas a esses primatas no departamento de Psicologia Experimental da UFPA. Como na escola de gente, os bichos aprendem, fazem prova e passam por séries. Olavo afirma que um dos indícios em que a pesquisa pode chegar é de onde vem a linguagem humana.

Fonte:[url=http://www.diariodopara.com.br/Edicoes/2004/10/21/Cidades/Ci_05.asp]Diário do Pará[/url]

,

Comments are closed.