Cientistas descobrem molécula rara no cérebro dos alcoólatras

Uma equipe de pesquisadores franceses descobriu no cérebro dos alcoólatras uma molécula que nunca havia sido detectada no homem, mas sim na composição de algumas plantas, informou hoje o diário local “Le Parisien”.
Uma equipe de pesquisadores franceses descobriu no cérebro dos alcoólatras uma molécula que nunca havia sido detectada no homem, mas sim na composição de algumas plantas, informou hoje o diário local “Le Parisien”.
Trata-se de um açúcar complexo (scilo-inositol), cuja taxa é mais elevada em função do grau de dependência do alcoólatra, explica o Chefe do Serviço de Biofísica do hospital Timore de Marselha, na região sudeste da França, Patrick Cozzone.

Desenvolvido por pesquisadores marselheses do Centro Nacional francês de Pesquisas Científicas e da Universidade do Mediterrâneo, o estudo acompanhou 40 dependentes de álcool. Segundo os cientistas, o etanol presente no álcool ingerido perturbaria a assimilação da glicose presente no cérebro e fabricaria o açúcar em questão.

“A glicose é o carburante do cérebro. Se sua transformação for realizada normalmente, é uma fonte de energia para os neurônios, mas nos alcoólatras esse processo é alterado”, assinala Cozzone.

Agora é preciso determinar o papel que o scilo-inositol poderia desempenhar nas alterações cerebrais sofridas pelos dependentes em álcool.

Fonte: [url=http://www.antidrogas.com.br/mostranoticia.php?c=3250&msg=Cientistas]www.antidrogas.com.br[/url]

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

,

Comments are closed.