Estudo mostra que as pessoas estão dormindo cada vez menos

A análise das características do sono demonstra que as pessoas dormem muito menos do que deveriam e ainda menos do que pensam.
A análise das características do sono demonstra que as pessoas dormem muito menos do que deveriam e ainda menos do que pensam.
A pesquisa publicada na edição de julho do “American journal of Epidemiology,” também aponta as diferenças do sono entre etnias e sexo. Os resultados mostraram que pessoas brancas dormem mais que as negras e as mulheres dormem mais que os homens.

As pessoas pesquisadas tinham entre 38-50 anos. A pesquisa demonstra que os participantes passavam em média 7,5 horas na cama, mas apenas 6,1 horas dormindo. As mulheres brancas dormiam mais, por volta de 6,7 horas por noite, seguidas dos homens brancos com 6,1 horas, mulheres negras com 5,9 horas e homens negros com 5,1 horas.

Apesar de ter consciência dos benefícios e necessidades diárias de sono as pessoas vêm dormindo cada vez menos ao longo dos anos. Estudos sugerem que as pessoas dormiam por volta de 9 horas por noite em meados de 1900. Estudos da década de 1970 reportavam uma média de sono superior a 7 horas.

Fonte: [url=http://www.sciencedaily.com/releases/2006/07/060703162945.htm]www.sciencedaily.com[/url]

About Marina Bellissimo Rodrigues

Comments are closed.