Quase 39% das brasileiras estão acima do peso

Quase 39 por cento das brasileiras estão com excesso de peso, enquanto quase um terço dos homens do país está bebendo demais, mostrou um estudo nacional do Ministério da Saúde divulgado nesta quarta-feira.
Quase 39 por cento das brasileiras estão com excesso de peso, enquanto quase um terço dos homens do país está bebendo demais, mostrou um estudo nacional do Ministério da Saúde divulgado nesta quarta-feira.
A cidade do Rio de Janeiro lidera o número de mulheres com excesso de peso, com 44,4 por cento, seguida por Rio Branco (43,1 por cento) e São Paulo (42,8 por cento). Os menores índices foram registrados em Belém (30,9 por cento), Teresina (29,5 por cento) e Palmas (24,9 por cento).

No total, 38,8 por cento das mulheres entrevistadas por telefone estão acima do peso, nas 26 capitais e Distrito Federal.

Os homens aparecem acima do peso em número maior que as mulheres, com 47,3 por cento dos entrevistados. Porto Alegre lidera com 54,2 por cento, seguido do Rio de Janeiro, com 52,6 por cento, mostrou o estudo.

Os percentuais de excesso de peso dos brasileiros ainda estão abaixo dos níveis de outros países, mas são preocupantes, já que a tendência é de aumento nos próximos anos, segundo o Ministério. “É mais alto do que nós gostaríamos”, disse Deborah Malta, uma das coordenadores da pesquisa.

Segundo ela, o país registrou, entre homens e mulheres, excesso de peso em 43 por cento dos entrevistados. Em pesquisas com os mesmos padrões realizadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), os Estados Unidos registraram 57,5 por cento, o Reino Unido, 78,6 por cento, e o Chile, 48,7 por cento.

Os culpados pelo excesso de peso, segundo os pesquisadores, são os hábitos alimentares e a falta de exercícios. A média diária de consumo de frutas e vegetais estava “bem abaixo” do recomendado, que é de 400 gramas, disse a pesquisa.

Segundo o estudo, o diagnóstico do excesso de peso é feito a partir do Índice de Massa Corporal (IMC), obtido pela divisão entre o peso e o quadrado da altura. O excesso de peso é diagnosticado quando o IMC é igual ou superior a 25, enquanto a obesidade, 30.

BEBIDA E TABACO

O consumo excessivo de bebidas alcoólicas e o número de fumantes também foram pesquisados. Chamou atenção dos pesquisadores que 25,3 por cento dos homens entrevistados consumiram mais de cinco doses de bebida alcoólica em um único dia, durante um período de um mês, enquanto as mulheres ficaram apenas entre 8,1 por cento. Salvador e Recife lideram no que se refere a homens que bebem excessivamente, com 33 por cento cada, enquanto São Paulo e Curitiba aparecem na lanterna, com cerca de 20 por cento cada.

Em comparação com o Canadá, disse Malta, onde a OMS fez uma pesquisa com os mesmos padrões, 29,2 por cento dos canadenses entrevistados bebiam demais.

O maior número de fumantes brasileiros, homens e mulheres, está em Porto Alegre e Rio Branco, com 21 por cento cada, enquanto Salvador registrou a menor porcentagem (9,5 por cento).

A pesquisa, realizada pela Secretaria de Vigilância em Saúde, tem uma margem de erro de 2 pontos percentuais para cima e para baixo. Foi realizada com 54 mil pessoas, por meio de contato telefônico, entre agosto e dezembro de 2006.

Fonte: [url=http://cienciaesaude.uol.com.br/ultnot/reuters/2007/03/14/ult4296u36.jhtm]Uol – Ciências e Saúde[/url]

About Eduardo Villarom Helene

Consultório: Rua Batista da Mata, 78, Alto de Santana, SP.

Comments are closed.