Mundo virtual é utilizado para reabilitação de movimentos de pacientes

Um mundo virtual, pelo qual se pode caminhar simplesmente pensando-se em colocar um pé à frente do outro, poderá oferecer novas possibilidades de reabilitação para pacientes com diversos tipos de deficiências motoras – daqueles que sofreram derrames cerebrais e acidentes até portadores de problemas de origem psicológica.
Um mundo virtual, pelo qual se pode caminhar simplesmente pensando-se em colocar um pé à frente do outro, poderá oferecer novas possibilidades de reabilitação para pacientes com diversos tipos de deficiências motoras – daqueles que sofreram derrames cerebrais e acidentes até portadores de problemas de origem psicológica.

Mundo virtual

Esta é a proposta do projeto Presenccia, cujo objetivo é criar um mundo virtual no qual a pessoa pode navegar usando apenas sua imaginação. O projeto reúne especialistas em interfaces cérebro-computador da Universidade Graz, Áustria, e projetistas de ambientes de imersão em realidade virtual, da Universidade College London, Inglaterra.

Eletrodos colados no crânio do paciente captam os padrões de atividade neuronal produzidos quando ele imagina que está andando para a frente, ou pensa em mover o seu braço esquerdo ou direito. Esses pensamentos são então utilizados para navegação ou para gerar os movimentos de um personagem virtual, um avatar, na tela do mundo virtual.

A projeção do mundo virtual utiliza uma sala de projeção, com imagens projetadas em três paredes e no piso, criando um ambiente de imersão total. Um par de óculos especiais cria a ilusão de profundidade, intensificando a sensação de se estar no interior da realidade simulada.

Reabilitação de movimentos

"O paciente adorou," diz Doron Friedman, um dos membros da equipe. "Ele disse que é uma sensação maravilhosa pensar sobre mover o seu pé e ele se mover de verdade." O paciente cuja experiência é relatada por Friedman é tetraplégico.

Friedman acrescenta que a realidade virtual está se tornando uma ferramenta popular para a reabilitação física e psicológica, e diz que o novo sistema poderá oferecer possibilidades adicionais.

A realidade virtual oferece um ambiente controlado no qual os pacientes conseguem perceber a si mesmos desempenhando qualquer tipo de tarefa. Ela também oferece uma forma para estimular o cérebro sem a exigência de movimentos físicos reais, reforçando o controle dos movimentos treinados por meio de fisioterapia.

Fonte: Inovação Tecnológica

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.