lar sem amor

Do ponto de vista da higiene mental, este termo é usado para descrever aqueles lares em que predomina uma atmosfera de desar­monia, como resultado da discórdia constante entre os membros da família, e onde os filhos são usados como pára-choques entre pais em conflito que "deixaram de se amar". Esse é o tipo de ambiente que gera a delinqüência. Nesses lares sem amor, os filhos estão conti­nuamente expostos a experiências traumáticas que exercem uma influência definitiva no desen­volvimento de neuroses e outros distúrbios mentais. Além disso, é um fato estabelecido que esses lares sem amor têm efeito muito mais prejudicial sobre o desenvolvimento men­tal dos filhos do que os chamados "lares des­feitos", que parecem ter um papel bastante secundário nesse sentido.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra – Pós-doc em Filosofia
Membro do Viktor Frankl Institute Vienna
Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.