Médicos utilizam “supercola” para tratar problema raro em cérebro de bebê

Médicos americanos usaram uma espécia de "supercola" para reparar um dano raro em um bebê britânico.
Médicos americanos usaram uma espécia de "supercola" para reparar um dano raro em um bebê britânico.

A criança Ella-Grace Honeyman, de 17 meses, nasceu com mal-formação da veia de Galeno, que provoca pequenos buracos nas principais vias sangüíneas do cérebro e afeta apenas centenas de bebês por ano em todo o mundo.

O problema é grave, e os médicos previram que Ella-Grace só viveria poucos meses. Segundo o jornal britânico The Times, a família da criança, da cidade inglesa de Norfolk, arrecadou mais de US$ 300 mil para um tratamento especial nos Estados Unidos e na França.

Ella-Grace foi submetida a mais de uma cirurgia para corrigir o problema. Ela começou a ser tratada na França, mas o cirurgião que fez a primeira operação morreu, e a família teve de continuar o tratamento em Nova York.

Os médicos do hospital St. Luke's-Roosevelt inseriram um tubo controlado remotamente com uma substância adesiva orgânica. Ao chegar nas veias danificadas, o tubo liberou a "supercola" nos buracos das veias.

Ela ainda precisará ser submetida a outras cirurgias no próximo ano para reparar outros buracos nas veias.

Notícia retirada da fonte:

BBC Brasil

Comments are closed.