Divulgação do conhecimento

A Cooperação Interinstitucional de Apoio a Pesquisas sobre o Cérebro (CInAPCe), cujas atividades de pesquisa tiveram início em 2007, conta com 180 colaboradores em vários centros no Estado de São Paulo. A abrangência do programa, apoiado pela FAPESP, e uma síntese de sua atividade científica são apresentadas no livro Neurociências e Epilepsia, que acaba de ser lançado.

A Cooperação Interinstitucional de Apoio a Pesquisas sobre o Cérebro (CInAPCe), cujas atividades de pesquisa tiveram início em 2007, conta com 180 colaboradores em vários centros no Estado de São Paulo. A abrangência do programa, apoiado pela FAPESP, e uma síntese de sua atividade científica são apresentadas no livro Neurociências e Epilepsia, que acaba de ser lançado.

A obra, publicada pela Editora Plêiade, está à venda mas também pode ser baixada em arquivo no formato pdf no site do CInAPCe.

De acordo com Fernando Cendes, coordenador científico do CInAPCe e professor do Departamento de Neurologia da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), os principais interesses do programa, quando foi lançado há dois anos, eram a implantação de infraestrutura adequada para a pesquisa – focada em estudos sobre a epilepsia – e a formação de uma rede de cooperação entre diversos grupos de pesquisa paulistas.

"Os equipamentos de grande porte que são parte importante do programa acabam de ser instalados no centro do CInAPCe na Unicamp, que ficará no Hospital das Clínicas e será inaugurado em maio. Mas, durante esse processo de instalação de infraestrutura, houve um grande esforço para a interação dos grupos de pesquisa. O livro resume essas atividades e mostra as atividades do programa até agora", disse à Agência FAPESP.

Cendes explica que o programa conta atualmente com seis centros de pesquisa principais, sendo que quatro deles – na Unicamp, na Universidade de São Paulo (USP) da capital e de Ribeirão Preto e no Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein – abrigam equipamentos de ressonância magnética de 3 tesla, os mais avançados para estudos com humanos.

O centro localizado na USP de São Carlos está construindo um sistema de ressonância magnética no qual serão realizados estudos em modelos animais, em colaboração com grupos de pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

"O principal equipamento para estudos neurofuncionais – que permite observar o cérebro em ação – é uma máquina de ressonância magnética de alto campo, avaliada em US$ 2 milhões, que foi instalada na nova sede. A inauguração ocorrerá assim que forem concluídos os ajustes finos dessa máquina", disse.

Mas, de acordo com Cendes, o CInAPCe não se resume apenas aos grandes equipamentos de ressonância magnética. A crescente interação entre os pesquisadores e os centros é um aspecto fundamental do programa.

"Além de propiciar uma melhor formação, a interação permite um trabalho mais ágil, com todos os centros compartilhando recursos. Possibilita também que os pós-graduandos e pós-doutorandos tenham um ambiente mais rico de formação, pois todos os centros são bem desenvolvidos, mas cada um sempre tem um foco de excelência em determinado campo", ressaltou.

O livro deriva de trabalhos apresentados por pesquisadores de todos os níveis durante o 2º Workshop CInAPCe, realizado em junho de 2008, em Campinas. "A multidisciplinaridade esteve muito presente nessa produção. O tema das neurociências é abordado sob diferentes perspectivas", disse.

A publicação está subdividida em quatro seções: "Aplicação Clínica", "Desenvolvimento Tecnológico", "Ciência Básica e Experimental" e "Educação e Interação Social". Além de Cendes, foram responsáveis pela organização Li Li Min, Paula Teixeira Fernandes e Roberto Covolan.

"Quem olhar o livro terá ideia da direção para a qual estão caminhando as pesquisas do CInAPCe e conhecerá os recursos disponíveis no programa. Ele não foi feito com o intuito de ser um livro de formação, mas de informação para o meio científico, além de divulgar o que está sendo feito. Acredito que a obra destaca o sucesso do andamento dessas colaborações, mesmo antes da chegada dos aparelhos principais", disse Cendes.

Pesquisa conjunta

Parte do conteúdo divulgado na publicação se refere a pesquisas que estão em vias de publicação e deverão se materializar, dentro dos próximos anos, em forma de artigos científicos.

"Algumas das pesquisas são resultados preliminares que logo serão aprofundados. O livro será útil para fortalecer a rede, pois, se um pesquisador está fazendo algo complementar aos estudos apresentados ali, saberá onde procurar interação e intercâmbio de recursos. Em vez de esperar que o resultado final da pesquisa seja publicado oficialmente, queríamos acelerar esse processo, mostrando que estamos abertos à interação", disse Cendes.

Esse tipo de interação, segundo o professor da Unicamp, é um aspecto central do programa. "Tradicionalmente, os pesquisadores iam para o exterior obter esse tipo de informação. Mas, com a criação desse tipo de ambiente, podemos oferecer treinamento aqui e, quando o pesquisador for para fora do país, irá para trabalhar em níveis bem mais altos de avanço científico e tecnológico", afirmou.

Além da inauguração do novo centro na Unicamp, o programa lançará, também em maio, um curso para cerca de 300 professores do ensino infantil, fundamental e médio, voltado para as áreas de educação, saúde e ética. Os cursos serão montados a partir de polos em São Paulo, Campinas, São Carlos e Ribeirão Preto.

"Essa é uma iniciativa muito importante, porque permitirá que o conhecimento produzido pelo programa chegue à sociedade. Essa disseminação será fundamental, uma vez que o CInAPCe tem foco em epilepsia, que é uma doença que não tem apenas consequências na saúde, mas também tem impacto social e cultural. A divulgação do conhecimento será importante para eliminar mitos e preconceitos relacionados à doença", disse Cendes.

O livro pode ser baixado no endereço www.cinapce.org.br/video/download_audio_video_86.rar (arquivo em pdf comprimido em extensão rar).

Para adquirir a edição impressa, entrar em contato com a Editora Plêiade: http://www.editorapleiade.com.br/ ou (11) 2579-9863.

Mais informações sobre o Programa CInAPCe: http://www.cinapce.org.br/

Por Fábio de Castro
Agência FAPESP
Adalberto Tripicchio MD PhD

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.