Depressão aumenta risco de insuficiência cardíaca, diz estudo

De acordo com um estudo da Intermountain Medical Center (EUA), pacientes com depressão têm mais chance de desenvolver insuficiência cardíaca, mesmo com o uso de antidepressivos.

De acordo com um estudo da Intermountain Medical Center (EUA), pacientes com depressão têm mais chance de desenvolver insuficiência cardíaca, mesmo com o uso de antidepressivos.

Os cientistas selecionaram 14 mil pessoas com artérias coaguladas antes que elas tivessem sintomas e as acompanharam até que desenvolvessem a doença do coração ou morressem. A síndrome é causada pela incapacidade do órgão de suprir as necessidades metabólicas do corpo.

Descobriu-se que, entre os 1.377 pacientes que tiveram depressão, o índice dos que desenvolveram insuficiência cardíaca foi 12,8% mais alto. O valor se manteve o mesmo para os que foram medicados com antidepressivos.

Os resultados sugerem que os pacientes cardíacos deprimidos sejam mais suscetíveis a suspender os medicamentos e a não seguir dietas e rotinas de exercícios. Eles podem sofrer, ainda, mudanças no organismo como a redução de batimentos cardíacos e o aumento dos fatores que levam à formação de coágulos.

Fonte:
BOL Notícias

,

Comments are closed.