RedePsi - Psicologia

Notícias

Declínio cognitivo é mais provável após hospitalização

Pessoas mais velhas têm maior tendência a sofrer um declínio em suas habilidades cognitivas depois de terem sido hospitalizadas por uma doença do que em outras circunstâncias, afirma um novo estudo.

Pessoas mais velhas têm maior tendência a sofrer um declínio em suas habilidades cognitivas depois de terem sido hospitalizadas por uma doença do que em outras circunstâncias, afirma um novo estudo.

A pesquisa, publicada no mês passado no The Journal of the American Medical Association, acompanhou quase 3 mil pessoas de 65 anos ou mais durante mais de uma década. Todos os participantes viviam na região de Seattle, Estados Unidos. Nenhum tinha demência antes do início do estudo.

Os indivíduos que foram hospitalizados por uma condição crítica, como infecção severa ou parada cardíaca, sofreram uma queda estatisticamente significativa em um teste de desempenho cognitivo aplicado mais tarde, em comparação a pessoas que não tinham sido hospitalizadas.

Os indivíduos que tinham sido hospitalizados devido a doenças não-críticas enfrentaram um aumento de 40%, estatisticamente significativo, na demência após a hospitalização, em comparação àqueles que não foram hospitalizados.

Embora algum enfraquecimento cognitivo possa derivar da própria doença, os pesquisadores disseram que os efeitos colaterais da hospitalização e do tratamento também influenciariam.

Pressão baixa, drogas como morfina, infecções e inflamação sistêmica estão entre as várias causas possíveis do declínio cognitivo após a hospitalização, disse o principal autor do estudo, Dr. William J. Ehlenbach, professor de medicina pulmonar e cuidados críticos da Universidade de Washington.

Fonte: BOL Notícias

Acesso à Plataforma

Assine a nossa Newsletter