Pessoas depressivas tem maiores chances de desenvolver demência, diz estudo.

De acordo com o canal de notícias online G1 Ciência e Saúde, dois estudos realizados nos Estados Unidos indicam relação entre Depressão e demência.

De acordo com o canal de notícias online G1 Ciência e Saúde, dois estudos realizados nos Estados Unidos indicam relação entre Depressão e demência.

Um dos estudos indica que a depressão pode, inclusive, dobrar as chances de uma pessoa desenvolver a demência na terceira idade.

O primeiro estudo acompanhou 1.239 pacientes e procurou investigar a relação entre o número de vezes que cada participante apresentou um quadro depressivo e o risco do aparecimento da demência. Concluiu-se, a partir da análise de dados, que quanto maior a quantidade de vezes em que a pessoa esteve em depressão, maiores as chances dela desenvolver o outro mal.

O segundo estudo acompanhou 949 pessoas por um período de 17 anos, até a velhice.  Os participantes não apresentavam sinais de demência, no início do estudo, mas que 13% (125 pessoas) deles apresentavam sinais de depressão. Ao final, 164 dos participantes haviam desenvolvido demência. Destes, 136 foram diagnosticados como portadores do mal de Alzheimer.
 
Não há ainda demonstrada uma relação de causa-efeito segura entre os dos males, mas a depressão poderia influenciar de várias formas os riscos de que a pessoa desenvolva a condição [demência], explica Jane Saczynski, uma das condutoras da pesquisa.

 

,

Comments are closed.