Especialistas concordam: punir usuários de maconha é contraproducente

Em meio a ofensas e discordâncias, especialistas concordam que punir usuários de maconha é ineficaz no tratamento. A notícia é da folha UOL.
Em meio a ofensas e discordâncias, especialistas concordam que punir usuários de maconha é ineficaz no tratamento. A notícia é da folha UOL.

O debate foi promovido pela Folha, e contou com diversos especialistas e um público bastante crítico – a ponto de tornar-se necessária a interferência do moderador, pedindo calma à platéia.

Não há acordo sobre a propoção real de usuários no mundo, tão pouco  sobre a gravidade dos efeitos da droga. Os participantes discordam também com relação à validade da descriminalização da venda da droga.

Maria Lúcia Karam, membro da ONG internacional LEAD, favorável ao fim da proibição do uso da droga, argumenta que torná-la proibida só aumenta os índices de violência relacionados ao uso da mesma e  a torna mais barata ao redor do mundo.  Ela explica que  “Legalizar é controlar os danos causados pela droga. As pessoas só morrem de overdose porque não sabem o que estão usando” (sic).

Por outro lado, Ronaldo Laranjeira, professor da UNIFESP argumenta que do ponto de vista de saúde pública, não é uma boa idéia. Ele exemplifica falando da cracolândia, enquanto critica o fato de que não há, em favor do controle do crack, um  movimento tão expressivo como o existente sobre a maconha.

Fonte: folha UOL.

,

Comments are closed.