O uso de pistas orofaciais no ensino de discriminações auditivo-visuais em crianças pequenas usuárias de implante coclear – Marina Castana Fenner; Robson Cardinali; Júnio Vieira de Rezende; Anna Christina P. M. Passarelli; Thaís Porlan de Oliveira

O objetivo deste estudo foi verificar se três crianças pequenas usuárias de implante coclear com pouco tempo de uso de implante aprenderiam discriminações condicionais auditivo-visuais com o auxílio de pistas orofaciais. Além disso, observou-se a formação de classes de estímulos equivalentes, em dois problemas de aprendizagem. Para cada um dos problemas foram ensinadas discriminações condicionais entre palavras faladas e figuras e entre palavras faladas e estímulos textuais, a partir do emparelhamento com o modelo e utilizando o procedimento blocado. Quando erros eram cometidos em tentativas auditivo-visuais, as mesmas eram repetidas apresentando o estímulo modelo ditado com pistas orofaciais.

Testes de formação de classes de equivalência avaliaram se houve estabelecimento de relações condicionais não ensinadas diretamente. Testes adicionais avaliaram os repertórios expressivos e receptivos antes e depois das tarefas de ensino das relações condicionais. Os participantes aprenderam as relações condicionais progredindo da aprendizagem de palavras convencionais até pseudopalavras. Formaram-se classes de estímulos equivalentes e houve melhora nos desempenhos nos testes finais dos repertórios expressivos e receptivos em relação aos desempenhos iniciais. Diante disso, observa-se que o uso de pistas orofaciais combinado a procedimentos de ensino de discriminações condicionais parece favorecer o desempenho de usuários de implante coclear nas tarefas receptivas e expressivas.

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.
Comments are closed.


loading...