Diversidade de fatores pessoais deve ser considerada nas decisões vocacionais, conclui artigo

Artigo realizado pelas profissionais Marisa Carvalho e Maria Céu Taveira da Universidade do Minho, em Portugal, objetivou desenvolver e revisar questões acerca da decisão ou escolha vocacional, situações estas que constituem um tópico central da Psicologia Vocacional.
As autoras apresentam primeiramente a importância das escolhas de carreira na vida dos indivíduos, e suas implicações significativas nas áreas do desenvolvimento, social, familiar e pessoal; Apresentam também os trabalhos no campo da Psicologia Vocacional e os aspectos pertinentes ao mesmo, as demandas da área e a própria área.
 
O artigo apresenta como aspecto fundamental investigar a questão de execução ou implementação de objetivos e planos vocacionais nos processos de tomada de decisão vocacional; Pressupõe-se que tal fase apreenda um conjunto de aspectos emocionais, sociais e cognitivos que se liguem com o compromisso e a implicação do interessado na resolução de um problema vocacional, sendo que tal execução ou implementação dos planos vocacionais constitui um momento crítico do ato decisório e, com base nisso, tal artigo pretende chamar a atenção e rever a literatura principal sobre o tema da implementação das escolhas vocacionais.

As autoras esquematizaram o artigo em dois tópicos principais: apresentando os modelos teóricos sobre a implementação de decisões vocacionais e os estudos sobre a implementação de decisões vocacionais; No primeiro tópico as autoras apresentam alguns dos modelos teóricos e abordagens da decisão vocacional, apontando os principais aspectos de cada abordagem e, considerando os diversos modelos de tomada de decisão apresentados, o artigo destaca o reconhecimento da fase acional, de implementação das escolhas vocacionais e também da identificação de fatores pessoais e contextuais específicos implicados em tal processo; Destaca-se também o reduzido aprofundamento e incidência de estudos sobre o tema.

Em relação aos estudos acerca da implementação de decisões vocacionais, o artigo aponta que os mesmos são importantes no que tange a identificação de traços e comportamentos dos indivíduos, sendo que tal linha de estudo identifica diferentes fatores da variabilidade do comportamento de implementação vocacional (como por exemplo a qualidade do processo de tomada de decisão, a autoestima, a informação acerca do self, etc.).

As autoras concluem que alguns conceitos do âmbito da Psicologia Vocacional estão sendo retomados com diferentes enfoques, sendo que isso traduz a necessidade de novas leituras da tomada de decisão, destacando o caráter multidimensional e dinâmico em termos processuais e valorizando o papel da interação entre indivíduo e os contextos nas escolhas, o interesse na intervenção centrada na fase acional da decisão e a desejabilidade de intervenções capazes de responder às exigências de adaptação à mudança.

O artigo conclui também que a qualidade do processo de implementação das decisões é resultado do enquadramento dinâmico e complexo do indivíduo, sendo que a diversidade de fatores pessoais e contextuais, em uma perspectiva dinâmica e holística, devem ser considerados na compreensão do papel do indivíduo na implementação de decisões como também na organização da intervenção vocacional.

CARVALHO, Marisa; TAVEIRA, Maria Céu. A implementação de decisões vocacionais: Revisão da literatura. Rev. bras. orientac. prof,  São Paulo,  v. 13,  n. 1, jun.  2012 .   Disponível em http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-33902012000100005&lng=pt&nrm=iso. acessos em  24  jul.  2012.

Comments are closed.


loading...