Psicólogos e estudantes de psicologia desconhecem o processo de avaliação psicológica, aponta estudo

Estudo feito por pesquisadores da PUC Campinas verificou que não existem diferenças importantes entre o conhecimento dos psicólogos e dos estudantes de psicologia sobre avaliação psicológica.

O psicólogo precisa conhecer a avaliação psicológica?

Você sabe o que é e como se faz avaliação psicológica? Se você é um psicólogo ou estudante de psicologia, provavelmente não. Este fato inusitado e alarmante é o resultado de uma pesquisa que utilizou um questionário com seis questões abertas para uma amostra de 40 profissionais e 40 estudantes que participaram de um importante congresso de psicologia em 2010. As questões abordaram a definição da avaliação psicológica, métodos que podem ser utilizados durante o processo de avaliação psicológica, o sistema de avaliação dos testes psicológicos (SATEPSI), requisitos mínimos para a aprovação de um instrumento e definição de validade e precisão.

Os autores verificaram que:

 Os resultados confirmaram as preocupações encontradas na literatura ao apontarem que, de forma surpreendente, não puderam ser notadas diferenças importantes entre os dois grupos pesquisados em relação ao domínio das questões investigadas, bem como também não apontaram maior conhecimento dos conceitos por parte dos profissionais. Inúmeras respostas equivocadas foram encontradas, bem como várias respostas em branco ou respostas que representavam o desconhecimento do que estava sendo questionado, de forma a indicar a necessidade de maior cuidado com a formação profissional e a atualização constante dos profissionais que se encontram atuando na área.

O artigo foi publicado em um dos periódicos de maior prestígio no Brasil, “Psicologia: Ciência e Profissão” e apontou a a necessidade de melhorar a formação e a atualização constante dos profissionais, ainda que reconhecendo as limitações metodológicas da pesquisa:

Ainda que o número de participantes tenha sido pequeno, e não se tenha investigado o período do curso que os estudantes estavam cursando, dado que poderia ter influenciado os resultados caso a maior parte desses ainda estivesse nos períodos iniciais, a situação se mostra preocupante. A melhora da área de avaliação psicológica não envolve somente a questão dos instrumentos, situação que foi, em parte, resolvida com a criação do Satepsi, mas também, e essencialmente, o uso que se faz dele, bem como a relevância de se ter clara a função da AP e sua importância na prática psicológica. Assim, tratar os testes em função do seu uso, considerando suas indicações e limitações, é a informação que deveria ser divulgada entre os profissionais.

 Testes Psicológicos e Avaliação Psicológica: uma exclusividade do Psicólogo

O uso de teses psicológicos e a avaliação psicológica são instrumentos e procedimentos exclusivos do psicólogo, conforme determina a Lei 4.119 de 27/08/1962 Art. 13:

1º “Constitui função privativa do Psicólogo a utilização de métodos e técnicas psicológicas com os seguintes objetivos:”

a) diagnóstico psicológico;
b) orientação e seleção profissional;
c) orientação psicopedagógica;
d) solução de problemas de ajustamento”.

A constatação de que uma grande parte da categoria e dos estudantes não domina o assunto, representa uma evolução na imagem da profissão que avançou além do paradigma da medição, típica do século XX? Ou representa uma grave falha no processo formativo e de exercício profissional, sem as principais bases e referências técnicas que compõem a principal ferramenta de trabalho profissional?

Referência:

MENDES, Lorena Samara et al . Conceitos de avaliação psicológica: conhecimento de estudantes e profissionais. Psicol. cienc. prof.,  Brasília,  v. 33,  n. 2,   2013 .   Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932013000200013&lng=pt&nrm=iso>. acessos em  10  ago.  2013.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-98932013000200013.

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

, ,

3 Responses to Psicólogos e estudantes de psicologia desconhecem o processo de avaliação psicológica, aponta estudo

  1. Diego Piekas 4 de setembro de 2013 at 17:01 #

    pois é, mas com a dominação científica em baixa na psicologia, ou seja, sem a necessidade da psicologia provar que é naturalmente científica, pode-se até analisar o fator de que, se a avaliação psicológica, como as palavras que prof Edson exclama em outro assunto similar, com "medições, pontuações e exclusões", seria realmente a base da psicologia? Talvez sim uma ferramenta crucial, mas decisiva será

  2. Cristina Aparecida Silva 12 de agosto de 2013 at 14:28 #

    isto pode significar deficiências na formação e/ou, ainda, interesse por outros campos de atuação.

  3. Jairo Eduardo Borges-Andrade 11 de agosto de 2013 at 0:15 #

    Constatação similar, relativa ao domínio de competências de avaliação, foi relatada em estudo bem mais abrangente, relatado no capt 18 do livro: http://www.grupoa.com.br/livros/psicologia-organizacional/o-trabalho-do-psicologo-no-brasil/9788536322674#infoLivro-sumario



loading...