Archive | III Jornada de Análise do Comportamento UFSCar RSS feed for this section

Utilização do software Microsoft – PowerPoint na aplicação de testes experimentais com humanos

A formulação de ambientes construídos em laboratório com propostas de contingências para o estudo do comportamento é uma característica dos estudos experimentais em psicologia. Procura-se com tais contingências a identificação e o controle de variáveis das quais o comportamento é função. O desenvolvimento de softwares para formular alguns ambientes é uma possibilidade como equipamento de […]

Continue Reading

“Supersticioso” em esquemas concorrentes: o papel das instruções corretas e incorretas

O objetivo do trabalho foi investigar a interação entre descrição de uma contingência e comportamento mantido por correlação acidental com reforço (comportamento genericamente chamado de “supersticioso”). Para tanto, seis participantes trabalharam sob um esquema concorrente VI/Extinção. Duas teclas ficaram simultaneamente acessíveis para os participantes sendo possível responder a uma delas a qualquer momento da sessão. […]

Continue Reading

Possíveis mudanças no uso de registro e medida de comportamento na prática clínica do analista do comportamento no Brasil

A Análise do Comportamento enfoca o comportamento como unidade de análise,
caracterizando-o como uma relação entre o sujeito e o ambiente, de modo que o
entendimento dos fenômenos humanos dê-se com base nas relações entre o sujeito e
o mundo.
Com base nos pressupostos teóricos da Análise do Comportamento e filosóficos do
Behaviorismo Radical, um conjunto de analistas do comportamento propôs um modelo
de aplicação para o psicólogo, denominada Análise Aplicada do Comportamento.

Continue Reading

Análise do desenvolvimento infantiil na sindromeI de Pierre Robin

A Síndrome de Pierre-Robin é caracterizada fundamentalmente pela associação de micrognatia, glossoptose e fissura palatina. Ao exame físico, outros sinais podem ser evidenciados: crânio (hidrocefalia ou microcefalia); olhos (catarata, glaucoma, microftalmia); nariz (base achatada); orelhas (implantação baixa e/ou perda auditiva condutiva) e outras anormalidades (malformações cardiovasculares, anormalidades esqueléticas, sindactilia, nanismo). Segundo Sanvitto (1997), o retardo […]

Continue Reading

Habilidades sociais em fusão de organizações: uma estratégia preventiva do estresse

RESUMO O atual panorama mundial das organizações passa por mudanças consideráveis, marcadas principalmente por compras, incorporações e fusões de empresas, fruto da globalização. O Brasil se inclui neste panorama de mudanças. Empresas familiares, regionais e locais são compradas, passam por fusões. O Plano Nacional de Desenvolvimento incentiva as fusões como forma de tornar as empresas […]

Continue Reading

Utilização do Paradigma de Equivalência de Estímulos para Modificar Preferência por Alimentos

O presente estudo teve como objetivo avaliar a transferência de
propriedades de estímulos significativos – retratos de faces humanas expressando
emoções – para nomes impressos de alimentos. Em longo prazo, procura-se
verificar se o paradigma de equivalência de estímulos pode ser utilizado para
aumentar a preferência por alimentos saudáveis. Testes de equivalência
demonstram que novos comportamentos relacionais emergem sem que haja um treino
explícito, assim, relações condicionais entre estímulos podem ser estabelecidas
sem emparelhamento direto entre estímulos. Usando este paradi…

Continue Reading

Especificação de objetivos comportamentais de ensino como ponto de partida pra elaboração de programa para preparar pais como agentes facilitadores de comportamentos de estudo

Derivada do conhecimento produzido no âmbito da Análise do Comportamento, o processo de programação de ensino consiste em tecnologia para a elaboração de programas de ensino que inclui um conjunto de classes de comportamentos que favorecem o processo de tomada de decisões que, partindo da descrição de uma situação-problema, permitem propor condições de ensino compatíveis […]

Continue Reading

Intervenção do psicológo numa queixa sobre comportamento de indisciplina e de indolència em sala de aula : Procedimentos utilizados

Um considerável conjunto de estudos tem investigado a eficácia de métodos de controle de estímulos para estabelecer repertórios básicos de leitura e escrita. Alguns desses estão sendo desenvolvidos na Unidade de Iniciação à Leitura sendo aplicados com alunos iniciantes do primeiro grau com risco para o fracasso acadêmico. Pesquisas indicaram a possibilidade de uma interação […]

Continue Reading

Causas prováveis de ruptura de atendimento a paciente suicida

Foi atendida uma paciente com 52 anos de idade, encaminhada com diagnóstico de depressão maior com ideação suicida (DSM-IV). Seu histórico levou-a a desenvolver possíveis fatores desencadeadores de quatro tentativas de suicídio. O pai era severo e muito agressivo e a mãe submissa. Aos 14 anos dois fatos desencadearam um processo depressivo: a morte do […]

Continue Reading

Respostas espontâneas a uma publicação sobre gestão coercitiva

Em maio de 2004 foi publicado por este mesmo autor, num site voltado a profissionais de recursos humanos – www.rh.com.br – um artigo intitulado “Gestão Coercitiva – o medo como método” cuja redação era um convite à reflexão sobre os métodos coercitivos utilizados por gestores de organizações empresariais para que os objetivos determinados – pela […]

Continue Reading


loading...