Tabagismo um problema de todos

Não mais se discute se cigarros fazem mal para a saúde, pois as evidências científicas são indiscutíveis. O tabagismo é definido como uma doença crônica, a qual se vinculam dependência química e psicológica, e, como resultado final, doenças tabaco-associadas, sofrimento e morte.
Não mais se discute se cigarros fazem mal para a saúde, pois as evidências científicas são indiscutíveis. O tabagismo é definido como uma doença crônica, a qual se vinculam dependência química e psicológica, e, como resultado final, doenças tabaco-associadas, sofrimento e morte.
No Brasil, proíbe-se fumar em ambientes coletivos fechados, a propaganda ostensiva, e a venda de cigarros para menores. Mas, quem obedece? Um aspecto que somente agora está sendo melhor reconhecido e avaliado é a conseqüência econômica e social do tabagismo, uma vez que esta epidemia está grassando com grande intensidade na população mais pobre.

Não apenas a saúde dos fumantes sofre prejuízos, pois, em se tratando dos extratos sociais menos privilegiados, cerca de 20% da renda familiar é, literalmente, consumida em cigarros, o que tira alimentos da mesa e investimentos em educação.

O fumicultor também sofre prejuízos, pois seu investimento não tem o retorno proporcional ao lucro global do produto, e os riscos de saúde a que é submetido durante seu trabalho são significativos. Mudar de cultivo significa garantir rentabilidade futura, arriscar-se menos e parar de contribuir para a triste estatística mundial de mais de cinco milhões de mortes anuais.

E a crueldade do tabagismo é tão grande que consegue atingir em cheio até quem não fuma. O Governo ganha com os tributos imediatos pagos pela indústria do tabaco, mas, no conjunto e a longo prazo, tem prejuízos.

fonte:[url=http://www.antidrogas.com.br/mostranoticia.php?c=3024&msg=Tabagismo]www.antidrogas.com.br[/url]

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.