Pesquisa liga rugas a maior risco de doença em fumantes

Um estudo do “Royal Devon and Exeter Hospital”, na Inglaterra, mostrou que fumantes de meia-idade que têm propensão a rugas têm cinco vezes mais risco de apresentar doenças pulmonares que os que não são enrugados.
Um estudo do “Royal Devon and Exeter Hospital”, na Inglaterra, mostrou que fumantes de meia-idade que têm propensão a rugas têm cinco vezes mais risco de apresentar doenças pulmonares que os que não são enrugados.
A pesquisa, que saiu na publicação internacional de medicina respiratória “Thorax”, mostrou que as rugas são associadas à doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), que engloba condições como enfisema, bronquite e asma.

O Dr. Bipen Patel, que liderou a equipe do estudo, disse que há uma suscetibilidade genética à DPOC.

“O que esta pesquisa mostra é que aqueles que têm tendência a ter doenças respiratórias também têm tendência a ter rugas”, diz ele.

Médicos ingleses já estão aconselhando pacientes, médicos e enfermeiras a procurar sinais de rugas prematuras, além de sintomas tradicionais como tosse e falta de ar, como forma de diagnosticar doenças respiratórias em fumantes ainda nos primeiros estágios.

A Organização Mundial da Saúde estima que a doença pulmonar obstrutiva crônica será a terceira maior causa de mortes no mundo até 2020.

O hábito de fumar já é considerado responsável pelo envelhecimento prematuro da pele e por causar a maior parte dos casos de doença pulmonar obstrutiva crônica, mas nem todos os fumantes são afetados.

Os pesquisadores ingleses estudaram 149 fumantes e ex-fumantes, com idades entre 45 e 70 anos, de 78 famílias.

Neste grupo, 68 pessoas tinham DPOC. Das 25 com rugas severas, 21 tinham a doença respiratória.

Depois de se levar em conta a idade e o número de anos que as pessoas tinham fumado, chegou-se à conclusão de que os fumantes mais enrugados tinham cinco vezes mais risco de ter DPOC.

O porta-voz da British Skin Foundation, professor Chris Griffiths, da Universidade de Manchester, diz que a ligação entre o fumo e as rugas é bem documentada.

“Isso é associado ao estímulo que o cigarro dá às enzimas responsáveis pelo processamento de colágeno e dos tecidos elásticos na pele. As doenças respiratórias crônicas também são associadas à perda de elasticidade nos pulmões, que pode ser comparada ao enrugamento da pele”, diz Griffiths.

Para o professor, “seria interessante especular que a suscetibilidade a rugas causadas pelo sol e a presença de enfisema pulmonar seriam causadas pelo mesmo tipo de mecanismo.”

Fonte: [url=http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/story/2006/06/060614_rugas_cigarro_is.shtml]www.bbc.co.uk[/url]

About Marina Bellissimo Rodrigues

Comments are closed.