ANTHEAUME, André (1867-1927)

Originário de Provins, aluno residente de Magnan, que lhe sugeriu o tema de sua tese sobre a toxicidade do álcool (1897), An­theaume se tornou médico-inspetor adjunto dos Asilos já no fim do seu trabalho na clínica de Jouffroy, antes de assumir um cargo em Charenton, em 1904. Pediu demissão três anos depois, para fundar uma clínica particu­lar em Malmaison, conservando as funções de conselheiro técnico do ministério para a elaboração de textos legislativos, como ve­mos no seu relatório de 1922 ao Congresso de Higiene Mental, "Sobre os princípios ge­rais que devem reger a assistência aos psico­patas". Além de monografias sobre o alcoolismo, a morfinomania e as psicoses periódicas, de­vemos-lhe uma obra sobre as "Doenças men­tais no exército" (escrita com Roger Mignot) e "Poesia e loucura", em colaboração com Gabriel Dromard.

Em 1906, fundou com Klippel "L'Encé­phale, Journal de Psychiatrie", que se torna­ria, no ano seguinte "Journal de Psychiatrie et de Neurologie", com a chegada de Claude e de Raymond. Apaixonado pelas ciências naturais, foi também um micetologista eminente. Faleceu a 9 de agosto de 1927, em conseqüência de uma "longa doença", que por um ano o man­teve afastado de toda atividade profissional.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra – Pós-doc em Filosofia
Membro do Viktor Frankl Institute Vienna
Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.