Efeitos do esquema de reforço no desempenho de cuidador de criança com autismo em atividades de autocuidados – Analice Dutra Silveira; Camila Graciella Santos Gomes; Vanessa Teixeira Virginio

Crianças com transtornos do espectro autístico apresentam alterações graves na comunicação, na interação social e nos comportamentos. O tratamento do autismo é basicamente educacional; à criança afetada são ensinadas habilidades fundamentais para a vida, como é o caso dos comportamentos necessários à realização de atividades de autocuidados. Para muitas crianças com autismo a aprendizagem dessas habilidades pode ocorrer lentamente e até que elas consigam realizar essas tarefas de maneira independente, podem precisar de apoio generalizado de um cuidador, ou seja, necessitar de suporte constante e intenso para a execução das atividades. Dessa maneira, o cuidador tem importância fundamental na aprendizagem e na realização de tarefas de autocuidados pela criança com autismo; dependendo do tipo de auxílio que ele presta à criança, esta pode ser capaz de realizar a tarefa ou não. O objetivo desse estudo foi verificar os efeitos do reforçamento intermitente de intervalo fixo no desempenho de um cuidador de uma criança com autismo, na realização de atividades de vestir e despir roupas, banho e escovação de dentes. Participaram do estudo uma criança com diagnóstico de autismo de dez anos e quatro meses e sua cuidadora. Utilizou-se um delineamento de sujeito único com pré e pós testes. Os dados indicam melhora significativa na performance da criança e da cuidadora após a instauração do esquema de reforçamento para as respostas da cuidadora. 

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.
Comments are closed.