A Identificação com os pais na busca do parceiro amoroso na vida adulta

Estamos constantemente buscando fazer ligações em nossa vida, encontrar alguém para namorar, casar, formar uma família. Diante desse tema, este trabalho teve a intenção de seguir os passos da teoria
freudiana para investigar como e porque tendemos a escolher alguém que se assemelhe aos nossos pais ou cuidadores. A teoria de Freud, sobre o complexo de Édipo, mostra sua importância na infância, no que se refere ao desejo de sedução da criança pelo sexo oposto, a rivalidade após seu desapontamento diante da negação e também a destruição do complexo de Édipo, formando, a partir disso, a identificação e nossa estrutura psíquica para mais tarde encontrarmos alguém para nos unirmos e formarmos uma família. Para isso, nossa pesquisa foi feita com seis moradores de São Miguel do Oeste-SC, todos casados, sendo três homens e três mulheres, com idades de 20 a 40 anos. O objetivo principal foi analisar como a identificação com os pais influencia a escolha do parceiro amoroso na vida adulta. O método de pesquisa utilizado é qualitativo, com análise de conteúdo. As discussões e interpretações relacionadas ao tema foram baseadas na teoria psicanalítica. Ao final do trabalho, foram identificadas, nas falas dos entrevistados, como suas relações com os pais influenciam as escolhas na fase adulta. Além disso, como suas experiências infantis de cuidados e amor repassados pelos seus pais ficaram marcadas no psiquismo de cada um e influenciaram para, na vida adulta, encontrar alguém e formar uma relação amorosa.

Palavras-chave:
Identificação. Relacionamento amoroso. Complexo de Édipo.

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.